AquaRio: o maior aquário da América do Sul

Com vias de inauguração no próximo dia 09 de novembro, a Cidade Maravilhosa abre as portas para uma experiência que, até então, não podia oferecer aos turistas. Localizado na Zona Portuária do Rio de Janeiro, o aquário “AquaRio” está situado em uma área cercada pelo Museu do Amanhã , o Museu de Arte do Rio (MAR) e pela praça Mauá.

A atração foi orçada em R$130 mi de reais e custeada totalmente pela iniciativa privada. Com uma expectativa de receber cerca de 1000 visitantes por hora, acredita-se que, no primeiro ano, 1 milhão de pessoas terão passado pelo local.

02_mhg_rio_aquario1_0204

A infra-estrutura é de um prédio de 5 andares, com 26 mil m² de área construída e 4,5 milhões de litros de água salgada. Em um mesmo corredor, terão 28 aquários seguidos, numa tentativa de imergir o visitante numa atmosfera semelhante ao fundo do mar, com tons azuis que variam do claro ao escuro e uma iluminação tênue.

O que mais chama atenção no projeto é um túnel que passa no meio do tanque principal. A estrutura de acrílico tem 26 metros de comprimento, 3 de altura e 2 de largura. Situada 7 metros abaixo do nível d’água, a passagem está sujeita a uma pressão de 3,5 milhões de litros de água. É possível interagir visualmente com os peixes e se sentir realmente submerso. Alguns eventos já ocorreram no local, como um desfile de moda; outros, por sua vez, são os sugeridos pelo próprio estabelecimento: como o de dormir com os tubarões; crianças a partir de 6 anos e adultos poderão dormir sob o acrílico como se estivessem deitados no fundo do oceano.

tunel-aquario

aquario_2

16968493080009305200000

bqkw2eeqlgmjveekgj6s

Além dos números impressionantes, o aquário assume um caráter tecnológico que permite ao visitante criar um peixe virtual que o acompanhará por todos os lugares e disponibiliza telas led em todos os aquários para passar as informações dos respectivos habitantes. Com capacidade para 8 mil animais de cerca de 350 espécies diferentes, o local já começou a fase de povoamento e pretende inaugurar com 3 mil criaturas.

obrasdoaquariodoriozonaportuaria

Conversando com os museus ao seu redor, contará com instalações que alertem para a importância da preservação da fauna e sobre o impacto do ser humano nos oceanos. E, em consonância com a preocupação ambiental, os animais ali colocados são de origem da costa brasileira, onde alguns sofriam ampla perseguição por serem o pescado comum da população; dessa maneira, os tanques estarão possibilitando a preservação de algumas espécies fora do meio selvagem. No futuro, o museu/aquário terá um centro de reprodução em cativeiro que será anexado à estrutura inicial.

A água salgada dos aquários é bombeada do alto-mar por meio de navios, uma vez que a Baia de Guanabara é contaminada por metais pesados. Após canalizada e devidamente tratada, ela segue para os tanques.

aquario-agnnaldo-motta-2

Segundo o biólogo marinho Marcelo Szpilman, o aquário conta com a função de ensinar: ensinar as pessoas sobre a importância de preservar a natureza; e, a partir do momento em que elas entenderem como o ecossistema aquático funciona e se sentirem conectadas a ele, elas terão uma perspectiva diferente no seu dia-a-dia.

Maior Aquário da América do Sul

Globo-G1

ARoS: um Museu Diferente

O Museu ARoS está localizado na cidade de Aarhus, na Dinamarca. Sua criação original data de 1859, sendo um dos mais antigos do país.Com 10 andares e cerca de 20.700 m² de área total, consiste em um edifício moderno que foi reaberto em 8 de abril de 2004.

0,,50347871,00

Com 816.468 visitantes no ano de 2015, é o segundo museu mais visitado em terras dinamarquesas e um dos maiores do norte europeu. Ele possui diversas atrações em meio às instalações artísticas minimalistas: loja oficial, café, praça na cobertura e uma passarela suspensa em forma de arco-íris.

7395905152_10cd09690f_z

A cobertura que já contava com placas de energia solar, em 2007 teve um implemento fantástico. Entre 5 ideias, a ganhadora foi a do arquiteto Olafur Eliasson: ”Your Rainbow Panorama”.  A instalação é uma passarela circular suspensa 3.5 metros acima da cobertura, tem um diâmetro de 52 m, comprimento de 150 m, altura e largura internas de 3 metros. O conceito embutido é a alternância de cores das placas de vidro, seguindo o padrão de cores do arco-íris.

Este slideshow necessita de JavaScript.

A coroa permite uma visão 360° da cidade e, ao anoitecer, é iluminada por holofotes internos. O efeito criado é muito interessante e muitos garantem que o sucesso de visitações, em grande parte, se deve a essa instalação futurista.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Outra obra do museu que chama a atenção do público por seu viés perfeccionista é “Boy” do artista australiano hiper realista Ron Mueck. O artista passou oito meses transformando um modelo de 40 cm de argila na sua obra final de 5 metros que pesa meia tonelada, adicionando apenas silicone e fibra de vidro. É de se impressionar.

Imagem15img_0602

Para os que se interessam por prédios em camadas, esse também é um aspecto interessante do local. Vários lances de escada abaulados se encontram no centro e dão vista para o vão central.

images

Aos engenheiros com um viés arquitetônico e aos amantes das artes esse é, com certeza, um programa para se fazer antes dos 30.

Fontes: Galileu & Cores

 

 

 

Circuito Praça Mauá

No sábado 11 de junho, o grupo PET Civil UFJF realizou uma viagem ao Rio de Janeiro. Saímos de Juiz de Fora por volta de 5:30 da manhã e chegamos no Centro da capital fluminense perto das 10:00.13428553_1028369803898078_6120163319909648174_n13427978_1028369810564744_2112666165810159265_n (1)33b8806e-67bd-41aa-a25c-9c19a212c6ab

O objetivo principal da viagem era realizar uma visita técnica ao Museu do Amanhã, situado na Praça Mauá.2fc71b65-660e-427f-abb8-87ae4f615aa9

Logo na entrada, surpreende-se com a magnitude da estrutura metálica em balanço que serve de cobertura para os turistas durante a fila de entrada. Uma professora de arquitetura que estava realizando a viagem também explicou que a concepção da estrutura metálica de cobertura tem o design de modo a maximizar a captação de luz solar e, assim, gerar energia para o museu. Além disso, a construção, cerceada por espelhos d’água, remete a um navio que adentra o mar.

002e04e9-df23-420b-b01d-14173c563d1abeebcdad-cefa-4d1e-83ad-6861d3626a32

Nós petianos fomos uns dos primeiros a entrar e não enfrentamos muitas filas. A primeira atração foi um simulador, em que, deitados no chão, pudemos assistir a um vídeo de 8 minutos que versava sobre o Cosmos.  d80d19f7-3d75-454f-9f3b-fe6a0b6bcbf4

Em seguida, a exposição assumia um caráter extremamente tecnológico e interativo; entre ambientes na forma de cubos e bancadas eletrônicas, era possível absorver a mensagem passada pelas instalações. Dentre as atrações que mais chamaram a atenção, está o quiz em que era possível calcular a Pegada Ecológica de cada um e ver como seria possível reduzi-la.

No fim do andar superior, passamos por telas extremamente elevadas, da maneira dos anúncios da Times Square, nas quais vimos os impactos da ação humana no planeta como um todo; entramos na “Oca”, que representava a parte do “Nós” e, por fim, chegamos no mirante em que se via a Estrela do Amanhã, as águas da Baia de Guanabara e a Ponte Rio-Niterói.3a1c26bb-3fbe-42bf-a4bc-e15f956ab1526840e41f-5777-4dc6-8c7a-0a7c9ec26afa

No andar de baixo, estava ocorrendo a exposição de Santos Dummont com um cunho bem sofisticado: havia uma esteira ilustrada com mapas no centro e aviões suspensos que davam a ideia do movimento; além disso, cerca de 50 pequenos aviões moviam-se por engrenagens e roldanas ao redor de todo o teto; para os mais criativos tinha como fazer seu próprio aviãozinho de papel, subir uma escada e lançá-lo em uma pista de voo.49b854f3-9231-4662-a784-48affe3b5818

Aproveitamos o intervalo para saborear um Food Truck na própria praça e, logo depois, fomos no Museu de Arte do Rio, ainda na praça. O MAR é intrigante; uma cobertura única em forma de ondas interliga dois prédios e remete ao movimento das águas. Pudemos ter contato com as exposições que ocupavam 4 andares. Essas tinham um cunho mais literato e, através de palavras ou artes visuais, passavam mensagens pertinentes. Uma em particular que chamou a atenção foi a que abordava a questão da violência na cidade e algumas das cenas exibidas eram bem fortes e faziam o público refletir bastante sobre a realidade.be1bf176-8558-47b3-b54a-bb0566cd2827

Ao fim da segunda visita, ficamos esperando a van de retorno sentados na Praça Mauá enquanto os jovens andavam de skate e uma banda de rua ecoava ao longe.

3dcb86f9-51f4-4b66-95b2-3ed3a261ea5a

TuboHotel – Sustentabilidade Mexicana

Demandando apenas três meses para a sua construção, o TuboHotel foi inaugurado em 2010 na aldeia mexicana de Tepoztlan. O projeto é do escritório de arquitetura T3Arq e a construção é baseada em módulos de grandes cilindros de concreto, sendo a segunda a ter sido executada no mundo moderno. A sua precursora foi a obra “Das Park Hotel”, na Áustria.

tubo_hotel_2
Além de estar situado em uma área sagrada de nascimento de um deus asteca e agregar o elemento cultural, o empreendimento usou um tipo de construção ecológicamente correta com concreto reciclado; por vistas de estar localizado em um contexto de árvores nativas, foi aproveitada uma área de clareira que maximizasse o espaço e preservasse o entorno. Dessa maneira, os 20 quartos/tubos de concreto com diâmetro de 2.50 metros e comprimento de 3.50 metros são posicionados aleatoriamente ( de acordo com a topografia), mas de modo a ficarem em círculo e posicionados para uma clareira principal.

tubohotel-mexico-5

benedetto_T3arc_Architecture_tubo_hotel_tubo11
As árvores nativas que cerceiam o local e dão conforto aos olhos dos hóspedes, foram preservadas e a clareira dá vista panorâmica para a Serra de Tepozteco. As estruturas tubulares não sacrificam, de forma alguma, a paisagem natural; pelo contrário: elas agregam beleza.

LATAM_TuboHotel3



Pode-se pensar que um quarto desses, apesar do aspecto rústico, não oferece conforto nenhum, mas isso está longe de ser verdade. Dentre outros mimos, a estrutura interna conta como cama queen size, ventilador, gavetas sob a cama para guardar os pertences, lençóis de algodão egípcio e uma parede de vidro que, quando não estiver sendo utilizada para vista, pode ter suas cortinas fechadas e proporcionar privacidade.
Um aspecto igualmente importante é que o conforto térmico oferecido é bem avaliado, mantendo temparaturas adequadas tanto durante o dia quanto à noite.

maxresdefault (1)

Conde-Tubo
O diferencial entre esse hotel e o similar austríaco é que o mexicano conta com banheiros e chuveiros privativos em duas casas separadas dos quartos. Quanto ao preço, a vantagem é bem chamativa, uma vez que a diária é de apenas 500 pesos (R$65,00) e incui o uso da piscina e o café da manhã reforçado com frutas e sucos variados.
Vale a pena conhecer o local sagrado e adorado pela mitologia asteca e se envolver em seus mistérios de uma maneira inusitada, conectando-se com a natureza e com o seu eu-interior.

Fontes: Ciclo Vivo         Catraca Livre        Planeta Sustentável

Postado em Sem categoria