História da Engenharia: Império Bizantino

Dando prosseguimento a série à respeito da história da engenharia, falaremos neste post sobre a engenharia do Império Bizantino. Sucessor do Império Romano, deixou um legado de mais de mil anos de histórias e muitas contribuições para o mundo moderno.

kalite1

A engenharia foi uma grande arma para a proteção militar de um Império que se expandiu por grande parte da Europa. A construção de muralhas e fortalezas ao redor da cidade protegia o povo dos ataques inimigos.

Famous ancient walls of Constantinople in Istanbul, Turkey

Na arquitetura, destacou-se a religiosa, tendo influência estética de várias outros locais. Um grande exemplo, é a até hoje existente Basílica de Santa Sofia, na atual Istambul, Turquia. Seu grande domo central chamou atenção da época, por ser um adorno inédito na arquitetura até então. Foi projetada por um cientista, um médico e um matemático, tendo sido a maior catedral do mundo por quase mil anos. Os mosaicos internos e o uso de diferentes mármores deram um tom de unicidade ao local.

Aya Sofia, Istanbul

Interior da Basílica

Diferentemente das outras cidades medievais, tal Império não se desenvolveu a beira de um rio, e portanto, obras grandiosas de redes aquedutos e cisternas foram essenciais para a sobrevivência da população, coletando água de regiões bem distantes.

b2jho3kuesdr5ahlb6kkl3o92

 

Continue acompanhando a nossa série para saber mais um pouco da Engenharia ao longo dos séculos.

 

Fontes: Bizântinística, Espaço Geográfico, Engenharia Civil.

Anúncios
Postado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s