Genialidade e sustentabilidade por trás do novo World Trade Center

     Quase 15 anos após o atentado às Torres Gêmeas em 11 de Setembro de 2001, seus prédios sucessores vão tomando forma e dando uma lição ao mundo de superação e inteligência. Inaugurado em novembro de 2013, o One World Trade Center é uma torre de 541 metros, sendo considerado o prédio mais alto do ocidente, levando em conta sua antena. O 2 World Trade Center, ainda em construção, contará com uma antena em forma de tripé que permitirá a construção atingir a altura total de 411 metros.

world-trade-centerSouth_Manhattan_skyline_-_October_2013_crop

      Nessa obra de proporções grandiosas, foram utilizados 114,6 mil metros cúbicos de concreto somente no 1 WTC. Visando a sustentabilidade na construção, muito do material usado foi resultado da reciclagem do que sobrou das antigas torres. Além disso, a utilização de energias renováveis, a iluminação natural em seu interior com utilização de vidro de alta transparência revestido com uma camada metálica para refletir a luz do sol e o aproveitamento da água da chuva deram um toque nessa questão tão defendida nos dias de hoje. Ao final de toda a obra dos dois prédios, três quartos do desperdício da construção será reciclado novamente.

      O prédio conta com uma base de concreto de 61 metros de altura, resistente à explosão de carros bombas, fato ocorrido no atentado de 1993. Construída com  iCrete, tal mistura de concreto é capaz de aguentar um força compressiva três vezes maior que o normal. Além disso, a forte proteção contra incêndios, escadas pressurizadas, eficiente iluminação de emergência, acessível acesso aos bombeiros, saídas para fácil evacuação e um sistema de segurança embutido nos muros de concreto mostra a preocupação na garantia da segurança de um local tão abalado emocionalmente.

        O One World Trade Center foi projetado em torno de uma estrutura redundante de aço, feita de vigas e colunas. No seu centro, o núcleo de concreto reforçado é resistente ao vento e às forças sísmicas. Isso dá à estrutura geral uma grande solidez, que permite a existência de espaços internos sem colunas e bastante flexíveis. A resistência das colunas feitas de aço e concreto varia de 8.600 a 14.000 psi nos 104 andares. As Superjumbo, utilizadas na base, medem entre 9 e 17 metros, e pesam até 1,377 toneladas por metro. Elas foram produzidas pela empresa Arcelor Mittal, em Luxemburgo.

Freedomtowerdecember2009

         Com relação ao concreto usado, foi um grande desafio o transporte do material, exigindo um controle rígido na hidratação e conservação durante as duas horas de movimentação até a obra, considerando o transporte da usina à obra e os 104 andares do edifício. Foi batido o recorde de bombeamento de concreto no continente norte-americano, no quesito altura. A mistura pronta foi lançada com uma única bomba, movendo o material do solo até a altura final de concretagem, algo nunca antes realizado.

enhanced-buzz-wide-16510-1335794270-12

Confira o time-lapse da construção do One World Tarde Center:

 

Fonte: Exame, Arcelor Mittal, Grandes Construções.

 

Anúncios
Postado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s