Edifício mais alto do mundo está sendo construído na Arábia Saudita

Na cidade litorânea de Jeddah, segunda maior da Arábia Saudita, está sendo construído o prédio mais alto do mundo, o Jeddah Tower, com aproximadamente 1km de altura.

Segundo um comunicado divulgado pelo governo saudita, 26 dos 200 andares já foram erguidos. A previsão é que o edifício esteja pronto em 2020 a um custo de US$ 1,23 bilhão (R$ 4,05 bilhões).

  10 de janeiro de 2015

11 de janeiro de 2016

O arranha-céu irá acomodar o observatório mais alto do mundo em uma área bruta de construção de 245.000 metros quadrados. A futura obra, de uso misto, comportará  vários escritórios, um hotel Four Seasons com 200 quartos, 121 flats e 360 apartamentos residenciais.

© Jeddah Economic Company/Adrian Smith + Gordon Gill Architecture

Os arquitetos responsáveis pelo projeto criaram o conceito de uma torre que lembrasse uma planta do deserto que brota com uma folha e ao longo do seu crescimento surgem outras. Dessa forma ao longo da torre há 3 ‘recortes’ que são andares de estrutura única que se separam a fim de que o vento passe por eles, garantindo uma maior estabilidade.

© Jeddah Economic Company/Adrian Smith + Gordon Gill Architecture

Para a locomoção pelo interior da torre serão necessários 12 escadas rolantes e 59 elevadores sendo que 1 décimo dos mesmos terá velocidade acima de 60 km/hora.

A manutenção de uma temperatura agradável será feita por sistemas de ar condicionado junto com vidros especiais que ajudam a dispersar boa parte dos raios solares.

Para garantir a segurança, existirão paredes que evitam a propagação de pequenos incêndios e galerias de contenção, que possuem sistema de eletricidade e hidráulicos próprios, além de sistemas de comunicação e enfermaria, e são capazes de suportar temperaturas consideráveis. As galerias são necessárias para conter um grande número de pessoas enquanto outras são retiradas rapidamente no prédio – sem elas haveria um grande caos na hora em que todos acessassem os elevadores ao mesmo tempo a fim de fugirem de um perigo iminente.

Segundo engenheiros envolvidos na construção, foram necessárias fundações de 60 metros de profundidade para sustentar o edifício. Caso contrário, a ação da maresia, devido à proximidade com o mar, poderia corroer sua estrutura. A empreiteira responsável pela obra também está testando diferentes tipos de concreto.

Além disso, outro obstáculo são os ventos. Para enfrentar o problema, o formato da torre não será homogêneo.”Como o formato vai mudar, os ventos vão contornar o prédio e não terão um impacto tão extremo como um bloco de concreto”, explicou , à revista americana Construction Weekly o arquiteto Gordon Gill, do escritório de arquitetura Adrian Smith + Gordon Gill Architecture, a cargo do projeto.

© Jeddah Economic Company/Adrian Smith + Gordon Gill Architecture

Levar o concreto aos andares mais altos também será um grande desafio. É provável que os engenheiros usem métodos similares aos empregados na construção do Burj Khalifa, atual detentor do título de arranha-céu mais alto do mundo com 828 metros de altura e 163 andares, onde 170 mil metros cúbicos de concreto eram bombeados por uma única bomba, normalmente à noite, quando temperaturas mais baixas facilitavam o funcionamento do sistema.

O projeto do Jeddah Tower é uma tentativa de diversificar a economia da Arábia Saudita, ainda fortemente dependente da exportação do petróleo, que responde por 75% de todas as receitas do país. E será  também um dos grandes desafios da engenharia moderna, de onde poderão surgir novos conceitos que modernizarão a construção de edifícios

Fontes:

Engenhariae

Jeddah Tower

Kingdom Tower

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s