Expansão Canal do Panamá

O CANAL

Atalho para a Ásia, o Canal do Panamá foi a materialização de um antigo sonho da navegação do mundo ocidental. Ligou os oceanos Atlântico e Pacífico e encurtou distâncias entre o Ocidente e o Extremo Oriente. Foi construído para transportar mercadorias de um oceano para o outro de foma rápida, segura e barata. O canal tem 80 quilômetros de extensão e é percorrido aproximadamente em oito horas, dependendo do tráfego. Por ele passam anualmente 12 mil navios. Em suas extremidades ficam a Cidade do Panamá, no Pacífico, e Colón, no Atlântico (Mar do Caribe).

2016-04-14 (2)

O Canal do Panamá foi uma obra de engenharia que virou realidade em 1914, após quase uma década de obras, sendo os EUA os responsáveis pela sua construção. É reconhecido como uma das sete maravilhas do mundo moderno. Um século após ser aberto pela primeira vez, o Canal do Panamá continua a ser um atalho fundamental para o comércio global, mas atualmente quase metade da frota internacional de navios de carga são muito grandes para o canal. A empresa de engenharia MWH promete, esse ano, mudar tal configuração.

WH September 2011 (154)

Vista Panorâmica do Canal

canal-de-Panama-3

Eclusas ou Bloqueios

Em 2009, a MWH Global começou um dos maiores e mais ambiciosos projetos de construção no mundo: a expansão do Canal do Panamá. O novo projeto quase triplica a capacidade de navios no canal. É uma expansão espetacular. O megaprojeto de US$ 6 bilhões, com inauguração prevista para este ano, utiliza o equivalente em aço a 26 Torres Eiffel, e concreto suficiente (190.000 toneladas) para criar uma cidade inteira.

HP Matter MWH Pacific_Construction_2014

Obras de expansão do Canal

FUNCIONAMENTO

A travessia do Canal do Panamá é feita por três eclusas, onde a água funciona como um elevador. Vindo do Atlântico, por exemplo, o navio entra na comporta com a água no mesmo nível do oceano.

Os portões são fechados e as válvulas de enchimento abertas. A água entra através de poços do piso, elevando o navio 26 metros, até o nível do Lago de Gatun. As válvulas são fechadas e os portões superiores abertos.

O navio sai da comporta para o lago e segue para as outras comportas, onde acontece o processo inverso de descida até o nível do Oceano Pacífico.

canalPanama_700x500

Localização do Canal

Será uma verdadeira façanha do setor de engenharia e construção erguer os enormes navios modernos (com mais de 1.000 pés de comprimento e 40 pés de altura), — nos bloqueios do canal e, em seguida, retorná-los para o oceano, sem danificar as redondezas.

O PROJETO

A ampliação do Canal prevê expandir os canais existentes, alargando-os em 21.3 m/70 pés; aprofundando-os em 5.4 m/18 pés; e alongando-os em 121 m/400 pés. Visa ainda a criação de  um novo canal, com três novas câmaras de bloqueio de cada lado e a elevação do nível de funcionamento máximo do Lago Gatun, a principal fonte de água para as eclusas.

49374511411164146

Bloqueios e Sistemas de Armazenamento de água

Com um projeto desta escala e urgência, o trabalho precisou ser desenvolvido em várias frentes ao mesmo tempo. A escavação teve de ser iniciada mesmo antes da conclusão dos projetos. Usando softwares de engenharia civil e de modelagem de informação da construção, a equipe da MWH Global mapeou o local e detectou possíveis interferências críticas, economizando milhares de horas de trabalho e milhões de dólares.

O número de engenheiros envolvidos na expansão ultrapassa 400. Foram aproximadamente 3,5 bilhões de metros cúbicos de terra escavados, sendo erguidos bloqueios com altura equivalente a edifícios de 8 a 10 andares. Resumindo, um MEGA projeto.

DESAFIOS

“O desafio mais difícil era atender aos requisitos de alto desempenho do projeto. Este é o Canal do Panamá. Não havia margem para erros. E o tempo estava passando”— Mike Newbery, Gerente do projeto, MWH Global.

Além disso, com tanta água fresca sendo utilizada pelo canal, a MWH Global precisava encontrar uma forma de expandir a passagem usando consideravelmente menos água. Para isso a empresa instalou três novos sistemas de armazenamento de água (os maiores do mundo), sendo capaz de reciclar 60% da água utilizada nos bloqueios, reduzir o consumo de água em 7%, mesmo que os novas eclusas sejam 50% maiores do que as originais, e por fim, dobrar a capacidade do canal ao aumentar a reutilização de água.

MWH-25283-2529

Idealização do projeto, utilizando-se softwares computacionais

BENEFÍCIOS

Muitas serão as mudanças trazidas junto ao projeto de expansão do Canal do Panamá. Novas rotas comercias surgirão nesse contexto e inúmeros benefícios no âmbito social e econômico serão gerados, não só para os panamenses, mas para o MUNDO.

Fonte: AutoDesk, MWH Global, Folha Uol.

Anúncios

Um pensamento sobre “Expansão Canal do Panamá

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s