Projeto do Primeiro Complexo de Tênis Subaquático do Mundo é Aprovado em Dubai

O ambicioso e inovador projeto da construção foi proposto no início deste ano pelo polonês Krzysztof Kotala, e foi aprovado agora em dezembro. O arquiteto, fundador da empresa de arquitetura 8 + 8 Concept Studio, prevê um total de sete quadras, todas concebidas com um design de corais na cobertura, que darão a impressão de que o público está imerso em um atol natural (ilha oceânica em forma de anel com estrutura coralínea).

Quadra Subaquatica 04

A ideia, que atraiu o interesse dos fãs do esporte, vai ainda de encontro com a sustentabilidade, pois deixa o ambiente com temperaturas mais agradáveis e implica em menos gastos energéticos com refrigeração do ar. As principais fontes de energia usadas nos Emirados Árabes são não-renováveis, que acabam agredindo o meio-ambiente. Esta não será a primeira construção subaquática a ser construída em Dubai, que vem se destacando no cenário mundial com construções cada vez mais incríveis.

Este slideshow necessita de JavaScript.

O local escolhido para a obra fica entre as ilhas artificiais de Burj Al Arab e Palm Jumeirah, no Golfo Pérsico, mar que banha os Emirados Árabes Unidos. Como questões técnicas ainda estão sendo revistas, não há uma data prevista para a inauguração do complexo. Porém, a intenção é que fique pronto antes da Expo Dubai 2020, feira que promove a indústria e busca proporcionar mudança global através de discussões sobre todos os setores econômicos e culturais do planeta.

Dentre as preocupações técnicas para engenheiros e desenvolvedores do projeto, está a criação de uma peça de vidro larga o suficiente para cobrir toda a estrutura sendo capaz de resistir à pressão da água, assim como de terremotos e tsunamis. Estima-se que a construção requer um painel de ao menos 33 metros de largura para acomodar uma quadra e seu espaço para o público. Sara Fray, Diretora de Serviço de Engenharia e Técnica da Instituição de Engenheiros Estruturais de Londres, apontou que o teto transparente pesaria “possivelmente cem toneladas”. Além disso, Fray ainda questionou se os tenistas conseguiriam jogar, já que seria difícil controlar a refração da luz no local.

Apesar da dificuldade da realização do plano e do custo elevado – que deve variar entre 1,7 e 2,5 bilhões de dólares –, Kotala se mostra entusiasmado com a real possibilidade da construção do complexo. “Isto será algo original. Deveria ser em algum lugar onde há a tradição no tênis. Dubai é perfeita para essa ideia”, afirma o arquiteto. A quadra de tênis mais alta do mundo foi construída também na cidade em 2005, a mais de 300 metros de altura, no topo do Burj al Arab Hotel.

Flying_Tennis_Court

Fonte: Forbes, BreakPointBrasil.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s