Estádio Olímpico de Londres

Este estádio é mais do que apenas um lugar onde os recordes mundiais lutaram. É um marco na arquitetura dos esportes. Projetado para ser diferente, este edifício é o primeiro estádio Olímpico destacável no mundo, algo como um jogo de Mecano de proporções gigantescas. Estadio-Olimpico-Londres-primer-desmontable_TINIMA20120726_0103_3

O Estádio Olímpico de Londres foi inaugurado em 5 de Maio de 2012 e foi o estádio principal dos Jogos Olímpicos de Verão de 2012. Teve sua construção iniciada em Maio de 2008 e teve partes provisórias, o que permitiu a redução da capacidade total de 80 mil pessoas durante os jogos, para apenas 25 mil após a realização dos Jogos Paraolímpicos. Foi de uso exclusivo do atletismo durante os Jogos e nele também se passaram as cerimônias de abertura e encerramento do evento.

Os criadores deste projeto recordam com particular emoção o momento em que souberam que Londres seria a sede dos Jogos Olímpicos de 2012 e, acima de tudo, o tempo que lhes foi dado para esta construção. Uma de suas primeiras decisões foi a de criar um estádio olímpico mais sustentável do que seus antecessores e que seguisse a máxima rotulada: “Não mudemos o esporte, mudemos o edifício”. Esta equipe planejou um estádio que pudesse ser útil para a cidade depois dos Jogos. Sua proposta é fascinante: uma estrutura gigantesca que, após o evento, fosse transferida para uma de proporções bem menores condizentes com um volume de público mais real para eventos regulares que pudessem ser realizadas no futuro. Estadio-Olimpico-Londres-primer-desmontable_TINIMA20120726_0109_3

Estadio-Olimpico-Londres-primer-desmontable_TINIMA20120726_0106_3

Este trabalho de engenharia esbarrou em algumas dificuldades que exigiram bom planejamento e perfeita execução do projeto para serem superadas. A luta contra o tempo, a perda de patrocinadores devido a crise econômica e um espaço nada fácil para se construir um macro-estádio foram alguns dos desafios. Localizado no East End de Londres, os construtores tiveram que regenerar a área antes de colocar a primeira pedra: foi necessária a demolição de 200 edifícios e uma grande área do terreno teve que ser perfurada devido a possível existência de bombas não detonadas no local, lançadas durante bombardeios da Segunda Guerra Mundial.

O estádio recebeu arquitetura sustentável, mas isso não foi suficiente para agradar manifestantes e críticos, que questionaram a estética da construção. Segundo terceiros, o estádio deveria ser usado como símbolo nacional, principalmente quando comparado ao Estádio Ninho de Pássaro.

Apesar disso o resultado desta proposta de vanguarda é um dos estádios mais compactos do mundo, que oferece aos espectadores uma visão única, tendo sido capaz de quebrar a barreira que os separava dos atletas. De fato o Estádio Olímpico de Londres permanecerá na história como um ponto de viragem na história da arquitetura contemporânea.

Estadio-Olimpico-Londres-primer-desmontable_TINIMA20120726_0101_3

Fonte: Wikipedia, TeInteresa, NatGeo.

Anúncios
Postado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s