O primeiro edifício do mundo movido a algas

algas_SAPO1

Com uma ideia inovadora o edifício nomeado BIQ House, localizado na cidade de Hamburgo na Alemanha, é pioneiro pois traz uma fachada formada por algas. Elas possuem a função de gerar energia sustentável para criar uma estrutura autossuficiente, e além disso, interagir com o ambiente e com as pessoas que circulam no seu interior.

A empresa Arup, criadora deste arrojado design, trabalhou em conjunto com as empresas Strategic Science Consultants e Splitterwerk Architects, e prevê um movimento no sentido de criar edifícios que respondam e se adaptem às condições à sua volta, e afirma: “O prédio urbano do futuro promove esta qualidade inata, funcionando essencialmente como um organismo vivo – reagindo ao ambiente local e interagindo com os utilizadores no interior”.

Na BIQ House as algas sobrevivem sob grelhas instaladas na fachada, e são capazes de crescer mais rapidamente do que o normal. Dessa forma elas produzem mais sombras e torna o ambiente mais agradável com uma temperatura mais baixa, quando há uma incidência maior de raios solares. Logo torna-se dispensável o uso de ar condicionado no interior do edifício, o que causa queda no gasto de energia. A implantação dos seres-vivos nas grelhas também proporciona um isolamento acústico, impedindo a entrada de ruídos.

alga01

Quanto à geração de energia, o sistema é capaz de coletar biomassa, feita com permutadores de calor. Em seguida armazena-se geotermicamente numa instalação de biogás de metano próxima ao local, assim o material é novamente colocado no edifício e usado para aquecer o reservatório de água. Dentro de cada metro quadrado de fachada é possível extrair cerca de quinze gramas de biomassa por dia, o que pode produzir cerca de 4.500 kWh por ano de energia elétrica.

Os idealizadores ainda afirmam que o edifício é um começo para as construções futuras, onde suas fachadas não terão apenas funções de revestimento ou de isolamento, mas também de captação de energia para tornar a estrutura autossuficiente.

Fontes: Green Savers, Eco D, Exame.com.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s