É possível existir cidades sem automóveis?

No mundo capitalista e consumista dos tempos atuais, a resposta mais direta e simples para essa pergunta seria: “Não. Não é possível!” Ainda mais se tratando de cidades cada vez maiores, com mais habitantes e níveis de desigualdades gritantes entre eles. Contudo, Helsinque, na Finlândia, quer provar que sim, revolucionando a mobilidade urbana para que seus habitantes prefiram o transporte público ao individual. Tornar as diversas formas de transporte público mais atrativas, confiáveis e seguras é um grande passo em busca de uma resposta afirmativa para “É possível existir cidades sem automóveis?”.

VLT (Veículo Leve sobre Trilho)

VLT (Veículo Leve sobre Trilho)

A Finlândia é um país da Escandinávia, no norte da Europa, que ocupa o 24º lugar no Índice de Desenvolvimento Humano (IDH), com 0,879 (muito alto). Ajustado pela desigualdade, novo cálculo introduzido este ano pela ONU, o IDH da Finlândia fica em 0,830, mantendo o país na mesma classificação. Portanto, trata-se de uma nação com baixo índice de desigualdade e bem-estar distribuído de forma bastante igualitária para toda a população.

O projeto de Helsinque para livrar as suas ruas dos carros até 2025 (em onze anos, portanto) usa respeito à cidadania, bom senso e aplicativos de internet, bem como melhoria ainda maior dos transportes públicos.

O objetivo é revolucionar o transporte público, de forma a torná-lo eficiente e atrativo o suficiente para que os moradores da cidade cogitem locomoverem-se apenas de ônibus, veículo leve sobre trilhos (VLT), trens e outras formas de mobilidade pública interligados entre si e por meio da internet, constituindo um sistema personalizado e prático. Apesar disso, o governo não impedirá nem proibirá, logicamente, a compra de veículos automotores, uma vez que o setor automobilístico também é responsável pela movimentação da economia.

O funcionamento será assim: todos os modais oferecidos pela prefeitura serão interligados e gerenciados por um software para evitar atrasos, prevenir acidentes e avisar os usuários com antecedência sobre problemas ocorridos nas diversas linhas. Esse software poderá ser baixado no celular, no computador pessoal ou acessado em locais públicos, como praças, bancos, shoppings e escolas. Os usuários conseguirão ter acesso aos horários, trajetos e outras informações por meio desse aplicativo.

Aplicativo que permitirá aos usuários ter acesso aos horários, trajetos e outras informaçōes sobre os transportes públicos

Aplicativo que permitirá aos usuários ter acesso aos horários, trajetos e outras informaçōes sobre os transportes públicos

Também com o aplicativo, os usuários poderão  alugar  bicicletas, agendar serviço de táxis e solicitar aos motoristas dos transportes públicos parada fora do ponto, fato que confere maior comodidade ao passageiros.

Tal solução apresentada por Helsinque, cidade com aproximadamente 500 mil habitantes, pode servir de exemplo para outras cidades, mesmo maiores, uma vez que a implementação da ideia não depende apenas de números, mas muito mais de vontade política e planejamento socioeconômico. Por mais utópica que pareca o projeto de extinguir o uso de automóveis, caso seja bem sucedido, é uma ideia totalmente viável e promissora para o futuro da mobilidade urbana.

Fontes: envolverde

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s