Travessias naturais

Ao se construir uma rodovia ou ferrovia, o homem pode causar diversos impactos ao ambiente local. Um deles é que obras como estradas podem quebrar a conectividade entre populações biológicas nas suas margens, prejudicando a saúde e os hábitos dos animais silvestres. Além disso, inúmeros acidentes envolvendo animais são registrados todos os anos, que colocam em risco a segurança das pessoas e dos animais. Nos Estados Unidos, segundo estudos, 1,5 milhões de colisões ocorrem a cada ano, causando um prejuízo de 8 bilhões de dólares anualmente. Na Europa, meio milhão de colisões são registradas, com 30 mil animais feridos e 300 mortos.

ursoPensando nisso vários países europeus como França, Suíça, Bélgica, Alemanha, Holanda, a partir dos anos 50, criaram diversas estruturas com vegetação e terra, de forma a imitar o ambiente da região e permitir a vida de insetos, pássaros e diversos outros animais, que os permitem transitar livremente, como passagem subterrânea de túneis, viadutos, passarelas e pontes, túneis de anfíbios, escadas de peixes, culvets e telhados verdes. As travessias naturais também podem ser chamadas de ecodutos, pontes de animais, pontes verdes, viadutos de vida selvagem, passagens de fauna.

A maior passagem desse estilo se encontra na Holanda: Natuurbrug Zanderij Cariloo, finalizada em 2006 que conta com mais de 800 metros de extensão, passando por cima de uma autoestrada, uma via férrea, um rio e um complexo esportivo.

ponte-verde18No Parque Nacional de Banff, no Canadá, por exemplo, existem atualmente 41 estruturas de travessia que ajudam na locomoção da fauna local e previnem acidentes na movimentada rodovia Trans-Canada. Desde de sua inauguração, cerca de 11 espécies diferentes de grandes mamíferos já passaram pelas pontes mais de 200 mil vezes. The Humane Society dos Estados Unidos relata que os mais de 600 túneis instalados em grandes e pequenas estradas na Holanda têm ajudado a aumentar substancialmente os níveis populacionais do texugo europeu em perigo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Vídeo que mostra um caso de travessia natural no Brasil:

Fontes: rturismo, Twisted Sifter, Arquitetura Sustentável, Marte é para os fracos, hypeness.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s