Copa do Mundo FIFA 2014 – Arena Fonte Nova e Arena da Amazônia

petcivil_na_copa

Seguindo a série “Copa do Mundo FIFA 2014”, o post de hoje trata das obras dos estádios de Salvador, Bahia e Manaus, Amazonas. O post sobre as obras em São Paulo e Natal você encontra aqui e o post introdutório, aqui.

Arena Fonte Nova: O  Estádio Octávio Mangabeira, mais conhecido como Fonte Nova, foi demolido em 2010 para a construção de uma arena mais moderna. O projeto da Fonte Nova compõe-se de um estádio com três anéis de arquibancadas e dez níveis de pavimentos com cobertura tipo membrana tensionada, no formato de Arena (sem pista de atletismo) e mantendo algumas características do estádio original, como a forma oval. Além da Arena, houve a construção de um Edifício Garagem com 2 níveis de pavimentos e uma área de hospitalidade. Além de partidas de futebol, ela permitirá a realização de outros eventos como shows, congressos e encontros de negócios.

 Uma curiosidade é que ela é a primeira arena do Brasil a conquistar o nível prata da certificação internacional LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), selo verde utilizado em mais de 143 países, e possui o intuito de incentivar a transformação dos projetos, obra e operação das edificações, sempre com foco na sustentabilidade de suas atuações. A reutilização de 100% do concreto da antiga Fonte Nova, a cobertura que capta água da chuva para o reuso, as brises da fachada, possibilitando a ventilação e iluminação natural, mas protegendo da radiação solar excessiva, e a utilização de lâmpadas de alto rendimento foram algumas das medidas adotadas na construção da arena em Salvador que permitiram a ela ganhar o selo verde.

.Arena Fonte Nova. Fonte: Wikipedia

Arena Fonte Nova. Fonte: Wikipedia

Custo: R$ 591,7 milhões

 Contrato: Parceria Público-Privada – PPP (concessão por 35 anos)

 Construção e operaçãoOdebrecht e OAS

Financiamento: R$ 323,6 milhões viabilizado pelo programa ‘BNDES ProCopa Arenas’, e de R$ 250 milhões com o Banco do Nordeste do Brasil (BNB), com recursos provenientes do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste para o Turismo (FNE Proatur).

Capacidade: 51.700 lugares

Estacionamento: 1.971 vagas, 856 no interior do estádio e 1171 no edifício garagem

Inauguração: 7 de abril de 2013

 Fotos:

 Arena da Amazônia: A arena substituiu o estádio Vivaldo Lima (Vivaldão), no centro de Manaus. O projeto é de autoria do arquiteto Ralf Amann, do escritório alemão GMP. O formato de cesto de metal, que dá forma à cobertura do estádio, foi inspirado no artesanato indígena e as cores dos assentos simbolizam as frutas amazônicas.

Arena da Amazônia. Fonte: Wikipedia

Arena da Amazônia. Fonte: Wikipedia

As arquibancadas, assim como o estacionamento no entorno, foram executados em concreto, em sua maioria utilizando-se elementos pré-fabricados. A cobertura é uma estrutura de aço importada de Portugal, com vigas interligadas e uma rede de calhas capaz de absorver a grande vazão de água durante a estação chuvosa. Ela é protegida por uma membrana translúcida e autolimpante de politetrafluoretileno (PTFE), excelente para o local por ser impermeável. O desenho moderno da cobertura oferece conforto térmico através de sombra, refrigeração e ventilação naturais.

A Arena Amazônia tem restaurantes, estacionamento subterrâneo e um acesso por meio de um corredor de ônibus e monotrilho. Por ser uma região com pouca tradição no futebol, após receber os jogos da  primeira fase da Copa do Mundo da FIFA 2014™ ela servirá como um grande pólo de atração turística para shows e eventos na região.

Custo: Previsão – R$ 515 milhões. Custo final – R$ 604 milhões

Contrato: Público

Construção e operaçãoAndrade Gutierrez

Financiamento: R$ 400 milhões de financiamento federal através do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), R$ 45 milhões  obra serão pagos pelo Governo do Estado e  R$ 105,1 milhões através de transação feita com a Caixa Econômica, com o aval do Governo Federal.

Capacidade: 40.549 lugares

Estacionamento440 vagas

Inauguração: 9 de março de 2014

 Fotos:

Fonte: Confea, Portal 2014, Copa 2014, Revista Prisma, ARCOweb, Manaus Web, Engenhariacivil.com, Fifa.com, Amazônia.org, G1

Anúncios
Postado em Sem categoria

Um pensamento sobre “Copa do Mundo FIFA 2014 – Arena Fonte Nova e Arena da Amazônia

  1. Pingback: Copa do Mundo FIFA 2014 -Estádio Mário Filho (Maracanã) e Estádio Joaquim Américo (Arena da Baixada) | PET Engenharia Civil - UFJF

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s