Tecnologia antiterremoto: Aeroporto de Kansai

Em meio as grandes obras de engenharia, o aeroporto de Kansai destaca-se pela complexidade e adequação às necessidades da região em que se encontra. Localizado em Osaka – Japão ele funciona sobre uma ilha artificial e possui um sistema anti-sismico, equacionando assim dois grandes problemas do país: a falta de território e os terremotos.

Com a ajuda de 6 mil trabalhadores durante 38 meses, o Aeroporto de Kansai foi construído sobre uma ilha artificial de aproximadamente 1,7 kmem Osaka, no Japão.  O grande desafio do projeto foi a necessidade de uma estrutura resistente a terremotos devido à proximidade da ilha com um epicentro.

Para que esta resistência ocorresse a plataforma foi apoiada sobre 1000 estacas que atravessam 30 metros de água, 20 metros de lama e se fixam em 40 metros de rocha.

Estas estacas são equipadas com um poderoso sistema de macacos hidráulicos e sensores especiais que detectam quando o assentamento excede a tolerância máxima de 10mm em um ponto qualquer, caso a movimentação ocorra em uma estaca ela se auto ajusta e se assenta na nova posição.

Este sistema foi testado com sucesso aproximadamente um ano após a inauguração do aeroporto, durante o terremoto que abalou a cidade de Kobe. A distância dos dois locais ao epicentro é a mesma, porém o aeroporto não sofreu nenhuma consequência do terremoto de 1995 e permaneceu intacto sem nenhum prejuízo.

Além da incrível capacidade de resistir a terremotos, o aeroporto de Kansai também é destaque pela sua cobertura com forma aerodinâmica que permite uma boa canalização do fluxo de ar. De acordo com Renzo Piano (famoso arquiteto e político italiano): “Kansai é um instrumento de precisão, filho da matemática e da tecnologia. Um forte ponto de referência, um marco e uma experiência espacial extraordinária.”

 Em 2001 o aeroporto foi escolhido como uma das dez obras distinguidas como Monumento de Engenharia Civil do Milênio, pela Sociedade Americana de Engenheiros Civis.

Curiosidade: Apesar dos ajustes e toda atenção ao Aeroporto de Kansai, ele afunda 7 centímetros anualmente e quando foi inaugurado afundou até 50 cm.

Fontes: kansai-airport, blog aviationarch, portal metalica , revista pleased (ed. março/2014)

 

Anúncios

Um pensamento sobre “Tecnologia antiterremoto: Aeroporto de Kansai

  1. Pingback: 10 grandes obras da engenharia moderna | PET Engenharia Civil - UFJF

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s