Os maiores arranha-céus: Petronas Twin Towers

Arranha céus 2

Não há como negar que os engenheiros amam os arranha-céus. Mas até pra quem não é da área, esses prédios recordistas em tamanho atraem a curiosidade. Afinal, quais mecanismos os mantém firmes? Como transportar milhares de pessoas através destes gigantes verticais? Já falamos sobre alguns dos maiores prédios do mundo aqui e aqui. Mas curiosidades sobre os arranha-céus são muitas e para expressar nossa megalomania iniciamos hoje nossa série de posts sobre a construção e manutenção dos maiores edifícios do mundo.

Por Juliana Fabre

Malaysia,Kuala Lumpur City, Petronas Towers Petronas Twin Towers ou Torres Petronas as maiores torres gêmeas, com 88 andares cada. São edificadas na cidade de Kuala Lumpur, capital da Malásia e interligam-se por uma plataforma de 2 andares situada entre o andar 41 e 42. O conjunto foi considerado durante os anos 1998 até 2003 como o prédio mais alto do mundo, com 452 metros de altura. Hoje em dia ocupa o sexto lugar no ranking mundial.

A construção é resultado de autoridades locais de Kuala Lumpur desejarem criar um distrito financeiro e para tanto necessitavam de algo que simbolizasse a modernidade e o grande crescimento da economia malaia naquela época. Em 1991, foi aberto um concurso para o projeto das torres e o vencedor foi o estúdio de Cesar Pelli, arquiteto argentino responsável pelo desenho arquitetônico do edifício. Em seu projeto original, as torres teriam 427 metros de altura, porém já durante a construção, foi pedido ao arquiteto que aumentasse em 25 metros a altura total da torre. A solução escolhida ao invés de aumentar o número de andares, foi adicionar uma abóbada pequena e um pináculo integrado à estrutura das torres, chegando aos 452m de altura.

As torres são estruturas “inteligentes”, construídas com um sistema que coordena perfeitamente telecomunicações, meio ambiente, fonte de alimentação, iluminação, fogo e controle de fumaça e de segurança do edifício. Devido aos grandes dados relativos à construção, são consideradas umas das grandes obras da engenharia mundial.

A construção:

petronas-sketchA obra começou no ano de 1992 e terminou no ano de 1998. Devido à profundidade do substrato rochoso, os edifícios possuem os mais profundos alicerces do mundo. As fundações tem aproximadamente 120 metros de profundidade e foram construídos no prazo de 12 meses, pela construtora Bachy Soletanche. Devido à falta de aço na região e ao enorme custo para importação, as torres foram construídas com concreto reforçado de grandíssima resistência tendo sido utilizado ao todo 160.000m³ de concreto. Esse tipo de concreto é duas vezes mais efetivo na redução do balanço porém torna o edifício duas vezes mais pesado. Assim, além de alcançar a profundidade necessária, a fundação foi projetada para suportar nada mais nada menos que 600 mil toneladas, peso total do edifício. A estrutura das torres consiste em dois tubos cilíndricos ligados por uma conexão, localizada no 42º andar dos edifícios. A estrutura é suportada por 16 pilares que rodeiam a base de cada um dos 88 andares. Cada edifício possui uma planta de formato de estrela. No início foi criada uma estrela com oito pontas, mas tal ideia foi modificada colocando oito semicírculos nos ângulos internos, ao invés de pontiagudos para criar uma área mais aproveitável.  O desenho final contém oito pontas e oito lóbulos. No lado interno de cada torre foi construída uma estrutura vertical que ajuda a sustentar cada edifício. Posteriormente, foi feita uma viga de união entre as estruturas e fizeram um apoio central, que foi ligado às estruturas verticais, formando as articulações que ajudam o prédio a ter maior resistência perante ação do vento.

Para a construção das torres algo incomum foi feito, diferentes empresas de construção civil foram contratadas para a construção de cada torre, o que acarretou em um tempo de construção relativamente rápido, devido à rivalidade entre as construtoras. A torre 1 foi completada sem problemas pela Hazama Corporation (Japão), porém a Samsung Constructions e a Kukdong Engineering & Construction (ambas sul-coreanas) responsáveis pela torre 2 se viram em problemas quando descobriram que a torre 2 estava 25mm fora da vertical.

Quanto ao uso, a torre 1 é totalmente ocupada por Petronas Company  e algumas das suas subsidiárias e empresas associadas, enquanto os espaços de escritórios na Torre 2 são na sua maioria disponíveis para locação a outras empresas. Como por exemplo Huawei Technologies, Accenture, AVEVA, Al Jazeera Inglês, Carigali HessBloomberg, Boeing, IBM, Khazanah Nasional Berhad, McKinsey & Co, TCS, HCL Technologies,Krawler Networks, Microsoft e Reuters. Abaixo das torres e nos seus arredores fica o Suria KLCC, um dos maiores shoppings da Malásia e o parque KLCC com campo de jogos para crianças,  além de fontes, chafarizes e jardins.

As Petronas Twin Towers também estão abertas à visitação e segue um roteiro que começa com um passeio com displays interativos que mostram a obra, desde a ideia até a conclusão. Depois uma escala de 170 metros em um elevador com uma borda futurista, onde as portas se abrem na passarela. E ainda uma subida para o nível 86, onde a história da visão da Malásia se desenrola em meio a uma vista deslumbrante sobre Kuala Lumpur.

Dados Rápidos
Número de pisos: 88
Altura de cada torres: 452m acima do nível da rua
Comprimento de passarela: 58.4m
Altura da passarela (Nível 41) a partir do nível da rua: 170m
Elevadores:  29 de dois andares de alta velocidade de passageiros, 4 executivos e 6 de serviços em cada torre
Escadas rolantes: 10 em cada torre
Escada: 1.765 degraus
Parque de estacionamento: 5.400 lugares de estacionamento em cinco níveis de estacionamento
A área total construída: 395.000 m² m.
Quantidade de aço inoxidável revestimento: 83.500 m² m.
Quantidade de concreto: 160.000 cu. m.
Aço usado: 36.910 t
Peso por torre: 300.000 t
Espaço útil: 213.750 m² m. por torre
Custo total aproximado: 1,6 bilhões de dólares

 

Mais informações: http://www.petronastwintowers.com.my/

Anúncios

2 pensamentos sobre “Os maiores arranha-céus: Petronas Twin Towers

  1. Pingback: Gigantes da engenharia: The Skyscraper Center | PET Engenharia Civil - UFJF

  2. Pingback: Dez hotéis com vistas deslumbrantes | PET Engenharia Civil - UFJF

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s