Pont du Gard

106940_2245pont du gard155Construída pelos romanos no século I, a Pont du Gard é uma ponte-aqueduto localizada no sul da França, sobre o rio Gard Possui 275 metros de extensão e 49 metros de altura, sendo a ponte antiga mais alta do mundo. Com 3 filas de arcos sobrepostos (6 arcos no primeiro nível, 11 arcos no segundo nível e 47 arcos na origem), é considerado um feito raríssimo para a época em que foi construída.

Fazia parte de um complexo de quase 50 km construído para transportar água das nascentes do Eure ao castellum divisorum (reservatório de água) na cidade Romana de Nemausus (atual Nîmes).

É uma obra magnífica: como só havia 12 m de desnível entre o Eure e Nîmes, os Romanos calcularam um caminho que permitia a água fluir apenas baseada na força da gravidade.

Foram quase 15 anos para terminar o aqueduto, com cerca de 1000 homens trabalhando. É um feito da engenharia e da arquitetura Romanas admirado até hoje.

As pedras eram cortadas de maneira a se encaixarem perfeitamente umas nas outras sem necessidade de cimento e eram erguidas por um sistema de polias.

Um andaime de enorme complexidade foi montado para sustentar o aqueduto durante sua construção. Ainda estão lá os protuberantes apoios para o andaime e os sulcos cavados nas pilastras, projetados para suportar o peso das armações semicirculares em madeira, sobre as quais os arcos eram montados.

Os canais, subterrâneos na maior parte do trajeto, quando encontravam acidentes geográficos ou topológicos, emergiam por cima de paredes, arcadas ou pontes para poder despejar a água no castellum.

Ainda existem na região outros trechos do aqueduto, mas nenhum tão perfeito, tão belo e em tão bom estado quanto o Pont Du Gard.

Desde o Século IX o aqueduto já não transporta água. As nascentes do Eure ainda são ricas, mas os canais foram sendo obstruídos pelo cálcio e pelas plantas e algas que penetravam as fendas entre as rochas e a passagem da água ficou muito prejudicada.

Durante muito tempo foi a única ponte para a travessia do rio. Em 2000, toda a área à sua volta foi proibida ao tráfego e não se pode mais cruzá-la sem autorização e sem o acompanhamento de guias oficiais.

Fonte: O Globo, Pont du Gard

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s