Laje Steel Deck

FME3_UK_SteelDecking_1A laje Steel Deck é composta por uma telha de aço galvanizado combinada ao concreto. O aço, que trabalha melhor à tração, é utilizado como telhas trapezoidais que servem de fôrma para o concreto até sua cura; após a secagem, funciona como armadura positiva para as cargas de serviço. Um ponto forte desse sistema é a combinação das melhores propriedades do aço e do concreto, com o objetivo de formar uma laje mais leve, mais rápido e mais fácil de ser executado.

Perfilado e formado a frio, as telhas feitas de aço especial galvanizado são encontradas nas espessuras 0,80 mm, 0,95 mm e 1,20 mm, com um comprimento de até 12 m. Para facilitar a aderência do concreto ao aço são formadas ranhuras na chapa metálica que irá receber o concreto. O sistema possui, ainda, telas eletrossoldadas, que funcionam como armadura negativa e ajudam a prevenir trincas superficiais na laje.images (2)

O sistema pode ser utilizado tanto em edificações em estrutura metálica como em estruturas em concreto, e se torna vantajosa em obras onde os vãos variam entre 2 m a 4 m. Nessas situações, a laje mista dispensa escoramentos e, consequentemente, agiliza o cronograma da obra.

As lajes Steel Deck se comportam bem em situações de incêndio. A fôrma de aço assegura a estanqueidade e a espessura adequada de concreto garante o isolamento térmico. A resistência estrutural ao fogo é de, no mínimo, 30 minutos e, se necessário, pode ser aumentada para até 120 minutos pelo uso de armadura positiva adicional colocada no interior das nervuras.

Vantagens

Dentre as muitas vantagens para a construção, destacam-se as seguintes: alta qualidade de acabamento da laje; dispensa escoramento e reduz os gastos com desperdício de material; facilidade de instalação e maior rapidez construtiva.

O Steel Deck funciona como plataforma de serviço e proteção aos operários que trabalham nos andares inferiores, propiciando maior segurança.

Apresenta facilidade para a passagem de dutos das diversas instalações, favorecendo também a fixação de forros. Todas essas vantagens resultam em praticidade, economia e maior retorno financeiro do empreendimento.

Sua montagem é realizada independente das condições atmosféricas e permite incorporar facilmente canalizações, fios elétricos, bem como tirantes para sustentação de forro.

O Steel Deck também pode ser pintado eletrostaticamente em sua face inferior, e constitui com a estrutura metálica um sistema construtivo de alta eficiência, com grande aplicação na construção de centros de convenções, shoppings, edifícios comerciais e residenciais, hotéis, hospitais, escolas, conjuntos habitacionais, garagens e mezaninos, além de edifícios industriais em geral.

Virtudes e cuidados

Ao eliminar parcialmente ou totalmente a necessidade de escoramentos para a execução das lajes, o steel deck diminui custos (com aluguel, montagem e desmontagem, por exemplo), bem como mão-de-obra. A dispensa do escoramento reflete, ainda, no cronograma da obra, já que permite o trabalho em vários pavimentos simultaneamente e a execução das lajes deixa de estar condicionada ao tempo de endurecimento do piso de concreto.

Outra vantagem: o projeto estrutural pode tirar proveito da geometria das lajes para facilitar a passagem de dutos das instalações, bem como a fixação de forros.

Mas para assegurar a obtenção de todas as vantagens é importante que esse sistema construtivo seja previsto ainda na fase de projeto. A adoção do steel deck durante essa etapa permite uma avaliação correta do comportamento em conjunto dos materiais que o compõem (aço e concreto).

Também é igualmente importante dedicar atenção à execução que deve garantir o correto posicionamento e fixação da fôrma metálica na estrutura de apoio, a distribuição uniforme do concreto durante a concretagem e a colocação de arremates de contenção lateral do concreto.

Normas técnicas

O steel deck ainda não possui normas técnicas nacionais. Mas há vários textos normativos que servem de referência aos projetistas. Entre eles, a NBR 6118 (Projeto de Estrutura de Concreto – Procedimento), a NBR 8800 (Projeto de Estruturas de Aço e de Estruturas Mistas de Aço e Concreto de Edifícios), a NBR 10735 (Chapas de Aço de Alta Resistência Mecânica Zincadas) e a NBR 14323 (Dimensionamento de Estruturas de Aço de Edifícios em Situação de Incêndio – Procedimentos). Outras normas internacionais, como as da ASTM (American Society for Testing and Materials), também podem servir de referência aos profissionais.

i379191

1. Instalações 

Devido às dimensões reduzidas, instalações elétricas e hidráulicas podem ser embutidas nos vãos da laje. Outras instalações maiores devem ser conduzidas por shafts.

2. Segurança ao fogo

Revestimento de proteção contra incêndio – a chamada proteção passiva – deve ser aplicado na face inferior da laje. Entre as opções estão argamassa cimentícia projetada, gesso, lãs de vidro e rocha e tintas intumescentes.

5. Fixação

Os painéis do steel deck devem ser fixados às vigas de aço por meio de pontos de solda.

i379192

3. Malha metálica

Deve ser colocada 20 mm abaixo da superfície do concreto para combater os efeitos da retração durante a cura. Atua também na distribuição de esforços, evitando fissuração.

4. Armadura adicional

Armaduras de reforço são barras de aço colocadas na parte inferior dos canais da fôrma de aço trapezoidal, paralelas à maior dimensão da fôrma e a 20 mm de altura em relação à fôrma. Têm a função de aumentar a resistência estrutural para sobrecargas e vãos maiores.

6. Junção de chapas

Podem ser usados pinos com cabeça (stud bolt) ou perfis “U” laminados. Ambos fazem a ligação entre as chapas metálicas e a laje de concreto, absorvendo esforços de cisalhamento longitudinais e impedindo o afastamento vertical entre a laje e a viga.

7. Concreto

A concretagem é realizada de forma tradicional. O sentido de lançamento deve ser sempre paralelo às nervuras das chapas de steel deck, de um apoio ao outro.

Fonte: Metalica, Equipe de Obra

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s