Prisões Turísticas

Por Camila Goretti

Bem vindos a Alcatraz, Ushuaia, Langholmen’s Youth e Port Arthur!

Os hotéis construídos a partir  de  penitenciárias ou apenas as ruínas antigas , mas ainda irreverentes , de presídios se tornaram alvos dos turistas de todo o mundo. Como passar por São Francisco (EUA) e perder um passeio pelo mítico presídio de Alcatraz, do qual, segundo a lenda, ninguém podia escapar?

  • No dia 1 de janeiro de 1934, James A. Johnston, primeiro administrador do presídio federal,  estabeleceu as rígidas regras que transformaram Alcatraz em uma prisão de segurança máxima.  Ela ficou conhecida pela periculosidade de seus detentos e, sobretudo, por um programa disciplinar que tinha o objetivo de regenerar seus presos. Entre as imposições, os presos não deveriam cantar, ouvir rádio e só tomavam banho duas vezes por semana. A prisão de Alcatraz parou de funcionar em 1963, virando posteriormente um ponto turístico.

Este slideshow necessita de JavaScript.

  • Na Patagônia se ergue praticamente intacta a construção de pedra que foi o presídio de Ushuaia, na Argentina. A prisão foi construída com as mãos dos primeiros 23 presos que depois a habitariam e está fechada desde 1947.

ushuaia

  • Em 2008, o Langholmen’s Youth Hostel situado em  Estocolmo (Suécia) foi remodelado. O hotel oferece atividades relacionadas ao tema. Entre elas, jogos chamados “Os Prisioneiros de Långholmen” e “A Escapada”, em que os participantes, vestidos com roupas listradas tradicionais de prisioneiros, tentam  fugir de uma prisão fictícia. Com celas de duas ou quatro camas o albergue funciona na penitenciária que foi construída em 1840 e fechada em 1975.

hotel-prisao

  • Famosa  por sua crueldade, a penitenciária de Port Arthur situa-se na ilha australiana da Tasmânia. O presídio foi um dos primeiros a incluir as torturas psicológicas, por isso foi construído em 1850 em um prédio chamado Separate Prison (Prisão Separada), no qual os cativos ficavam totalmente isolados por muros de pedra.  Ao entrar nela hoje, um guarda lê as normas e o regulamento carcerário como era lido a cada um dos reclusos que chegavam.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Além dessas prisões turísticas, muitos outras existem espalhadas pelo mundo. Cada uma contando a sua história.

Fontes: vidaeestilo, G1

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s