Aeromóvel, o transporte que é movido pelo ar

aeromovel1

Um veículo movido pelo ar e que dispensa a necessidade de um condutor, os trilhos suspensos não influenciam no tráfego de automóveis e os ruídos são mínimos. Parece tecnologia ultra moderna, mas não é, na verdade, a invenção surgiu há mais de 30 anos e após vários empecilhos vai finalmente ser concretizada no país.
As obras do aeromóvel na cidade de Porto Alegre já estão 97% concluídas e a previsão é de a linha seja inaugurada no segundo semestre de 2013. O percurso que interligará o metrô ao terminal do Aeroporto Internacional Salgado Filho será realizado em cerca de 90 segundos, com uma velocidade aproximada de 65 km/h.

A história do aeromóvel

O inventor é o brasileiro Oskar Coester, porém foi fora do Brasil que sua invenção ganhou reconhecimento. Foi no começo da década de 70 que Oskar propôs a ideia – um trem aéreo que circulasse em trilhos suspensos sem intervir no trânsito da cidade e que se locomovesse unicamente com a força do ar – genial, não? O projeto rapidamente chamou atenção e uma linha experimental foi erguida em Porto Alegre, mas parou por aí. As turbulências políticas e econômicas do país atravancaram o projeto que ficou parado até pouco tempo, agora, na iminência de sediar uma Copa do Mundo, o sistema mostra-se de fundamental importância para o evento.

Trem aereoNo entanto, ainda em 1989, a tecnologia já havia sido exportada para a Indonésia por US$ 10 milhões. A linha comercial possui um trajeto de 3,2 quilômetros localizado dentro de um parque temático em Jacarta e está em funcionamento até hoje.

Como funciona

Segundo o inventor, ele inspirou-se em um barco a vela invertido: “Não sei por que cargas d’água lembrei do princípio do barco à vela e pensei: coloco a vela invertida para baixo, dentro de um túnel, e gero ar com um ventilador… Por que não experimentar?”, diz ele.

O veículo é se locomove em um via elevada sobre trilhos, ele é movido pelo ar gerado por ventiladores industriais, que controlam pressão, direção e velocidade do ar. O peso do aeromóvel é relativamente pequeno (cerca de 12 toneladas em veículos para 300 pessoas, cerca de 5 vezes mais leves que os metrôs) o que facilita seu deslocamento.

Ele possui uma placa de propulsão fixada no chassi do carro, que fica enclausurada dentro da via. Então, uma corrente de ar de baixa pressão e de alta vazão sopra o veículo empurrando ele pra frente ou succiona, trazendo o veículo de volta. O motor que gera a força de tração do sistema fica fora do veículo, deixando o veículo mais simples e mais leve possível.

Veja o esquema de funcionamento:

Sem título

“A roda e o trilho tem funções diferentes em relação ao transporte ferroviário. Eles são usados para uma espécie de rolamento linear e a propulsão é feita independente da roda. É um sistema de barco a vela invertido, em que o próprio duto da via é o túnel de vento. Ao invés de esperar o vento soprar, o vento é soprado através de ventiladores industriais, movidos a energia elétrica”, explica o inventor.

A obra em Porto Alegre

A linha está em fase final de implantação e será a primeira linha comercial do país e a expectativa é de que atenda 7,7 mil passageiros por dia. Serão 2 veículos, um deles com capacidade para 300 pessoas e outro para 150.  No total serão 1.010 metros de trilhos, considerando-se terminais de manobra e de manutenção, porém o percurso real é de 814 metros.

A linha é de responsabilidade da Empresa de Trens Urbanos de Porto Alegre (Trensurb), vinculada ao Ministério das Cidades.

Para utilizar o transporte os passageiros não terão nenhum custo adicional, ao comprar o bilhete da Trensurb, o usuário já poderá ter acesso ao Aeromóvel para chegar ao aeroporto. E o mesmo vale para o sentido oposto, basta adquirir o bilhete do metrô.

Vantagens do sistema

Como os veículos são leves e há uso de eletricidade, o consumo de energia e o impacto ambiental são reduzidos. Além disso, não há emissão de poluentes gasosos e a emissão de ruídos é bastante reduzida. O sistema é bastante versátil o que facilita sua implantação, pode-se inserir o Aeromóvel pela malha urbana, minimizando ao máximo as desapropriações e realocações. Isso porque ele consegue fazer curvas bem acentuadas, de raios fechados e consegue vencer grandes aclives. Nenhum outro sistema sobre trilhos consegue, porque os veículos patinam. O Aeromóvel também não oferece risco de abalroamento, se por acaso um veículo tentar se aproximar enquanto outro trafega na via forma-se um colchão de ar entre as placas de propulsão, evitando a colisão dos veículos. Além disso, as placas de propulsão prendem o veículo firmemente na via diante de qualquer tendência de tombamento.

As vantagens são várias e prometem oferecer bastante conforto aos usuários. Agora, quando o país passa por um momento propício para implantação de novas tecnologias o veículo ganha aos poucos mais espaço, agora só é preciso aguardar a inauguração.

Veja o vídeo para entender o funcionamento e as soluções que o aeromóvel representa:

Fontes: Revista Amanhã, G1, Portal da Copa, Terra

Anúncios

3 pensamentos sobre “Aeromóvel, o transporte que é movido pelo ar

  1. Muito interessante, acho que seria uma boa alternativa viária né, mas como não é implantado nem nacionalmente, como mundialmente devem ter seus problemas também…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s