Passarela Professor Darcy Ribeiro

Inaugurado em 1984, durante o mandato de Leonel Brizola, o conjunto arquitetônico de autoria do arquiteto Oscar Niemeyer, tinha por objetivo dar a cidade do Rio de Janeiro um local permanente para a os desfiles anuais das escolas de samba. Sua estrutura, construída com concreto pré-moldado, possui 700 metros e capacidade, atualmente, para aproximadamente 90.000 espectadores. Em sua passarela desfilam cerca 50.000 pessoas por noite.

Pois é, nesse clima de folia o blog do PET Civil vem contar para você um pouquinho sobre a história da  Passarela do Samba que é o palco do carnaval carioca, um desfile de sonhos e um dos maiores símbolos de festa e cultura nacional. Esse Sambódromo que é popularmente conhecido como Marquês de Sapucaí, por estar situado na rua de mesmo nome, tem como verdadeiro nome Passarela Professor Darcy Ribeiro.

Passarela Professor Darcy Ribeiro

Passarela Professor Darcy Ribeiro

Até 1983 os desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro eram realizados em instalações provisórias. Era preciso que todos os anos a estrutura para a festa fosse montada e após seu fim recolhida, o que gerava altos gastos com material e trabalhadores. Foi na intenção de economizar que nasceu a ideia de erguer o Sambódromo da Marquês de Sapucaí. Ele foi construído em tempo recorde (menos de 1 ano) no centro do Rio de Janeiro, junto a Praça Onze.

Maquete da Passarela Professor Darcy Ribeiro

Maquete da Passarela Professor Darcy Ribeiro

No caso da Passarela do Samba a assinatura do arquiteto fica evidente nas curvas das laterais dos blocos de arquibancadas, no Museu do Carnaval e no arco que coroa a Praça da Apoteose, sendo esta um alargamento da passarela de desfiles, um imenso pórtico de 30 metros de altura que foi inspirado nas curvas femininas das passistas e que demarca o fim da passarela.

Croqui da Passarela Professor Darcy Ribeiro

Croqui da Passarela Professor Darcy Ribeiro

Croqui da Passarela Professor Darcy Ribeiro

Croqui da Passarela Professor Darcy Ribeiro

A estrutura inicial consistia de um lado, de seis blocos de arquibancadas separados 30 metros com o objetivo de criar as praças populares. Do outro, um grande bloco de camarotes que seguia até o fim do prédio da Brahma, até então existente.

Obra inicial da  Passarela Professor Darcy Ribeiro

Obra inicial da Passarela Professor Darcy Ribeiro

Passarela Professor Darcy Ribeiro antes da reforma

Passarela Professor Darcy Ribeiro antes da reforma

Essa primeira versão do Sambódromo inaugurada em 1984, não seguia fielmente o projeto de Niemeyer. A construção deveria ser simétrica, com arquibancadas e camarotes semelhantes de ambos os lados, porém isso não ocorreu devido a antiga fábrica da cervejaria Brahma que ocupava o lugar e não podia ser demolida, pois era tombada pelo governo.
Até 2011 o projeto permaneceu incompleto, mas logo após a revogação da lei urbanística que previa o tombamento da fábrica, o Sambódromo pode finalmente tomar a forma idealizada.

Obra final - Passarela Professor Darcy Ribeiro

Obra final – Passarela Professor Darcy Ribeiro

O Sambódromo pode ser visitado durante o ano, em períodos fora do Carnaval. Durante o dia, o local geralmente fica aberto à visitação e pode-se aproveitar para visitar o Museu do Samba que fica no mesmo local. Outra boa pedida, é visitar o local durante os ensaios das Escolas de Samba, que são realizados à partir de Dezembro. No local também funcionam dois CIEPs de educação infantil, uma creche e uma Escola de Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Em 2016, a passarela sediará a competição de tiro com arco e a chegada da maratona dos jogos olímpicos, competições que exigiram algumas reforma ao longo de 2011, como a demolição de alguns camarotes. Com a reforma, a passarela passou a ser quase totalmente simétrica, com exceção da sua primeira arquibancada.

Confira a seguir, o time lapse de toda a obra final do sambódromo

Fontes: Rio de Janeiro AquiArchdaily

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s