Isolamento térmico dos iglus

Os iglus são construções tradicionais de regiões polares e despertam a curiosidade, pois parece controverso que uma construção feita de gelo seja apropriada para essas regiões extremamente frias. Contudo, algumas propriedades físicas nos permitem entender como essas moradias protegeram por tantos anos os habitantes dessas regiões.

Como construir um iglu?

O processo de construção é extremamente simples. A neve utilizada deve estar bastante compactada para que garanta resistência à construção. Os blocos de neve podem ser cortados com qualquer material cortante à disposição, facões ou até ossos de animais e devem ser grandes e maciços com dimensões de aproximadamente 120 cm (comprimento) x 60 cm (largura) x 20 cm (espessura).

A construção inicia-se um pouco abaixo da superfície do gelo para que a entrada de ar por baixo seja vedada. Os blocos são dipostos em uma espiral ascendente, formando uma cúpula, no topo é colocada uma única placa de neve que será o suporte da estrutura. A própria forma do iglu é apropriada já que não permite o acúmulo de gelo na sua superfície, de forma que é evitada a sobrecarga.  Com o passar do tempo eles se tornam ainda mais resistentes, as nevascas fazem com que os blocos fiquem cada vez mais espessos.

Como os iglus protegem os moradores do frio?

A neve é um ótimo isolante térmico, os flocos aprisionam o ar no seu interior evitando assim a perda de calor. Essa característica faz com que a neve tenha condução térmica cem vezes menor que do alumínio.

Logo, os iglus não aquecem seu interior, e sim conservam o o calor emitido pelos moradores e outras fontes como fogueiras por exemplo.

O processo de convecção do ar também auxilia na manutenção da temperatura anterior, as fontes emissoras de calor (corpor humano, fogo) aquecem o ar ao seu redor, a densidade do ar quente (menor do que o ar frio) faz com que este suba e dê lugar ao ar mais frio que se encontrava na camada mais alta do iglu, este ar por sua vez é aquecido, reiniciando o ciclo e formando assim correntes de convecção.

Esses mecanismos provocam uma enorme diferença de temperatura no interior dessas construções em relação à temperatura externa, enquanto no exterior as temperaturas chegam a -45° no interior podem variar de -7° e 16°.

O uso de lamparinas e fogueiras no interior também ajuda solidificar a camada interna de gelo, que é derretida e ao se solidificar cria uma vedação. Ele deve ter pelo menos 1,70 m para que o fogo não o derreta. Podem abrigar até 20 pessoas.

A entrada é feita por um pequeno corredor  que evita a entrada de vento diretamente. Além disso, uma abertura no teto deve ser feita para que haja circulação do ar interno.

Iglus modernos

Infelizmente, os iglus correm risco de extinção. Um dos motivos é o famoso progresso que vem incorporando os nativos à civilização ocidental. Outro é o aquecimento global, que torna escasso o gelo nas redondezas do círculo polar ártico. Quem mantém viva a tradição dos abrigos de gelo são caçadores esquimós, que se abrigam neles durante a temporada de caça.

Hoje, eles estão sendo substituídos por pré-fabricados, os chamados iglus de sobrevivência, construídos com placas de fibra de vidro e poliuretano, usados como isolantes térmicos. São utilizados oito painéis nas paredes e quatro no chão. Apresentam várias vantagens como: capacidade de se fixarem ao solo em qualquer tipo de terreno por meio de cabos, são extremamente resistentes a ventos fortes e podem ser transportados por helicópteros para regiões de difícil acesso, e assim levados prontos para o uso.

Para se ter ideia do sucesso dessa célula de sobrevivência, o primeiro foi testado em uma expedição científica na Antártica e hoje mais de 18 de países utilizam estas cápsulas, principalmente em pesquisas.

Fontes: Superinteressante, Obvious, Fenômenos térmicos (UFABC)

Anúncios

Um pensamento sobre “Isolamento térmico dos iglus

  1. Pingback: Algas, um ótimo isolante térmico para Construção Civil | PET Engenharia Civil - UFJF

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s