Diário de Bordo – Uma cidade chamada Porto



Olá leitores, sou Laila, egressa do PET Civil e atual participante do Programa de Mobilidade Acadêmica da UFJF. Irei morar em Portugal, no Porto, durante 6 meses e espero que nesse período eu possa compartilhar com vocês um pouco dessa experiência e ajudar de alguma forma quem tem interesse em fazer intercâmbio.
Irei contar no post de hoje um pouco do que eu vivi e aprendi até agora. Espero que vocês gostem.

A seleção para o intercâmbio

A Universidade Federal de Juiz de Fora oferece aos seus alunos um Programa de Mobilidade Acadêmica com número de vagas previsto em edital, podendo ou não ter bolsa. Para se candidatar para essas vagas o aluno deve estar dentro dos critérios apresentados no edital formulado pela Secretária de Relações Internacionais. Geralmente a seleção é composta de pelo menos duas etapas constituindo a 1ª de análise de currículo, carta de motivação e IRA (Índice de Rendimento Acadêmico) do candidato a intercâmbio e a 2ª de uma entrevista com uma banca examinadora. Mais informações sobre o processo seletivo pode ser encontrado no site da Secretaria de Relações Internacionais. Após a aprovação no processo da UFJF, resta a candidatura e aceitação na universidade de destino e assim dar início ao pedido de visto e organizar a documentação necessária.

Porto

O Porto é uma cidade encantadora e com forte poder turístico devido a sua arquitetura contemporânea e antiga, seus vinhos, seu centro histórico e suas pontes.  Porto é considerada uma cidade global gama, sendo a capital do Distrito de Porto, da Área Metropolitana do Porto e da região estatística do Norte, sub-região do Grande Porto. A cidade metrópole, constituída pelos municípios adjacentes que formam entre si um único aglomerado urbano, conta com cerca de 1.286.276 habitantes, o que a torna a maior do noroeste peninsular e a segunda maior de Portugal, após a Grande Lisboa. É uma cidade muito tranquila para morar e de fácil locomoção dentro da cidade como também para os municípios adjacentes. O sistema de transportes é muito eficiente contando com várias linhas de metrô(aqui se fala métro) e ônibus(para os portugueses, autocarros). O estudante tem direito a fazer um cartão mensal para andar de transporte com desconto, no qual deve especificar em qual área de cidade irá transitar mais. Este cartão quando carregado para duas zonas dá direito de transporte ilimitado(metrô e ônibus) na região escolhida e o valor mensal é atualmente 22,50 €, para alunos que não moram na região onde estudam é uma grande vantagem. O bilhete individual para transitar em duas zonas atualmente custa 1,15 €, variando o preço caso o passageiro transite por mais de duas zonas. Os portugueses são muito educados e sabem muito do Brasil. Aqui passa novelas brasileiras e tocam músicas brasileiras também e talvez por isso os portugueses não tem dificuldade de entender o que os brasileiros falam, no início eu tinha dificuldade de entender os portugueses, mas com o tempo eu estou acostumando e agora quase nem sinto mais dificuldade com o sotaque português.

Universidade do Porto

Em Porto estou estudando na Universidade do Porto, na Faculdade de Engenharia(FEUP). A universidade promove uma reunião com os alunos intercambistas na qual é explicado todo o procedimento de matrícula e o funcionamento da universidade, nessa reunião também é explicado o sistema de transportes da cidade e também são apresentadas atividades físicas e culturais que são oferecidas aos alunos. Os funcionários responsáveis pelos intercambistas são atenciosos e ajudam com o que for possível. Além da reunião da Universidade do Porto tive uma reunião específica na Faculdade de Engenharia onde eles explicam como faz a matrícula nas disciplinas e alterações no plano de estudos que escolhemos na candidatura online ainda no Brasil. Após essa reunião teve um Snack Internacional feito pelos próprios intercambistas. Através do e-mail a FEUP solicitou que cada intercambista levasse uma bebida ou comida típica do país de origem. Eu levei bananada e tenho que confessar que as comidas mais gostosas eram as do Brasil, mas foi bem legal conhecer a comida típica de outros países. Quantos às aulas eu ainda não posso falar muito pois como está nos primeiros dias, os professores ainda estão apresentando o plano de curso. Vale lembrar que apesar do idioma daqui ser o português, algumas aulas são lecionadas em inglês pois a Universidade do Porto recebe muitos intercambistas de todos os lugares do mundo, e alguns deles não falam português. Quando a aula é em inglês o professor traduz os termos técnicos e explicam algumas coisas em português, fica uma experiência para quem quer treinar inglês, assistindo aula e conhecendo pessoas de outras países. A FEUP é bem organizada e sinalizada e conta com toda a infraestrutura necessária ao aprendizado e também conta com atividades físicas e culturais. Até o presente momento o intercâmbio está sendo uma experiência incrível e é até um pouco difícil de acreditar que é real. Até o próximo post e fico a disposição caso alguém tenha alguma dúvida ou curiosidade. 🙂

Dados da cidade foram retirados da Wikipédia.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Diário de Bordo – Uma cidade chamada Porto

  1. Olá tenho muita vontade de fazer intercambio, porém estudo em uma faculdade particular, será que isso implica alguma coisa ou não??? O diretor academico explicou que além de ter 20% do curso concluído ainda precisa ter uma certa nota no exame para a lígua do local…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s