Apresentando – PET Sem Fronteiras

É oficial! Nesse mês, 3 petianas do PET Civil estarão na Europa: Julia Mendes, Fernanda Moreira e Laila Saraiva.

Laila já está em Portugal, no intercâmbio promovido pela  Secretaria de Relações Internacionais (SRI), setor responsável pela internacionalização da UFJF. Fernanda e Julia são participantes da primeira leva de estudantes do Programa Ciência Sem Fronteiras, com destino a França e Inglaterra, respectivamente.

O PET Sem Fronteiras

As 3 petianas serão as novas correspondentes internacionais do Blog do PET Civil, postando mensalmente, cada uma, na nossa nova seção: PET Sem Fronteiras.

Os temas são os mais variados: dia-a-dia dos estudantes nas universidades estrangeiras, custo de vida, instalações e Educação dos países visitados, aprendizados, dicas, Engenharia Civil e amenidades.

Além de saciar a curiosidade sobre os costumes de outros países tão diferentes, esperamos que os leitores assimilem as experiências passadas pelas garotas, promovendo, assim, mudanças no seu ambiente acadêmico, em seu modo de pensar e estudar. Um outro objetivo dessa coluna é incentivar a participação de alunos e profissionais em programas de intercâmbio.

O Ciência Sem Fronteiras

Educação e Ciência são pilares essenciais para que o Brasil acompanhe as mudanças do mundo e garanta um futuro próspero e sustentável. Assim, projetos e investimentos na formação dos jovens e profissionais de nosso pais são imprescindíveis. O investimento nessas áreas já foi sucesso em países como Alemanha, Coreia do Sul, Japão e outros desenvolvidos.

Para isso, o Governo Federal criou o Programa Ciência Sem Fronteiras (CSF). Esse programa busca promover a consolidação, expansão e internacionalização da ciência e tecnologia, da inovação e da competitividade brasileira por meio de intercâmbio e mobilidade internacional. Com essa finalidade, proporciona diversas Bolsas de Estudo Internacionais para Graduação, Tecnólogo, Treinamento no Exterior, Doutorado Sanduíche (cursos combinados), Doutorado pleno e Pós-doutorado. É previsto que os investimentos no Programa Ciência sem Fronteiras irão superar a marca de R$ 3.2 bilhões até 2015.

Como participar – Dicas da Júlia

“Dia 22 de setembro estarei embarcando para Londres, com destino à Universidade de Brunel.

  • A primeira coisa que se deve fazer é ficar ligado nas CHAMADAS. É lá, na guia correspondente ao seu grau de estudo (graduação, no meu caso), que saem os editais para os países de destino.
  • O segundo passo é ler atentamente o edital. Se lá está escrito que é necessário teste de proficiência na língua do país, ou inglês, não há como correr. O jeito é devorar os livros de línguas.

No caso do inglês, os 2 principais testes de proficiência exigidos são o TOEFL ou o IELTS. Não existe “passar” ou “tomar bomba” nesses testes. Eles avaliam, numa escala contínua, o seu nível de familiaridade e uso formal do inglês (Quem não é tão estudado, tirará uma nota baixa. Quem já fez cursinhos avançados ou morou em país de língua inglesa, tirará uma nota alta).

Eu fiz o TOEFL. Já tinha feito anos de curso de inglês, mas também fiquei parada vários anos. Por isso, nas semanas que antecederam a prova, reli os livros de gramática, acessei vários sites (em inglês) com dicas para se comunicar melhor, e, principalmente, fiz simulados da prova (disponíveis no site oficial).

Essas dicas valem também para o IELTS. Os 2 testes seguem uma estrutura parecida: a prova (longa, cerca de 4 horas) é dividida em 4 partes: leitura, escrita, escuta e fala; todas com tempo marcado pré-determinado. A principal diferença entre eles (a partir de depoimentos de amigos que fizeram o IELTS), creio eu que seja a parte da fala. Enquanto no IELTS você fala para uma pessoa que grava suas palavras, no TOEFL esse papel é desempenhado pelo computador. Qual seria o melhor ou o pior varia conforme a preferência de cada um.

  • A partir daí é preencher os formulários, correr atrás de documentos e se ater às datas! Passou o deadline da inscrição, não adianta pedir, nem chorar, nem implorar. Por isso um bom planejamento é fundamental.”

Por hoje é só. Fique ligado no Blog para novas dicas e em breve, a inauguração da coluna PET Sem Fronteiras, com o post da Fernanda.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s