XVII ENAPET – Educação Tutorial: Novos Rumos, Novas Fronteiras

O PET Civil retorna de um dos melhores eventos PET, em conteúdo, já presenciados pelos bolsistas.

Muita coisa foi vista, e muita coisa foi aprendida. Podemos iniciar o post de hoje com a frase do professor Álvaro Leonardi Ayala Filho, presidente reeleito da CENAPET, durante a cerimônia de abertura do XVII ENAPET:

Vocês que estão aqui hoje vão formar o PET como ele vai ser daqui a 10 anos.

E os petianos de 10 anos atrás, por sua vez, estão de parabéns.

Na palestra de abertura, o representante do MEC, Lucas Ramalho, fez um comparativo entre a qualidade dos cursos que possuem grupos PET, e os que não possuem. No comparativo entre o Índice Geral de Cursos (IGC), indicador da qualidade de todos os cursos de graduação, mestrado e doutorado da mesma instituição de ensino, pode-se observar a vantagem das instituições com grupos PET sobre as demais:

(o valor do IGC varia entre 1 e 5)

Ainda, o representante nos apresentou os valores do Conceito Preliminar de Curso (CPC) de cursos com e sem grupos PET. O Conceito Preliminar de Curso é composto por diferentes variáveis, que traduzem resultados da avaliação de desempenho de estudantes, infraestrutura e instalações, recursos didático-pedagógicos e corpo docente, critérios objetivos de qualidade e excelência dos cursos. Segundo o próprio palestrante, a presença de um grupo PET no curso apenas não afeta o componente de infraestrutura.

Vários resultados foram apresentados, divididos em cursos com PET e sem PET. Com maior ou menor grau de diferença, todos os exemplos de cursos com grupos PET apresentavam CPC superior. Por exemplo, para o curso de Engenharia Civil:

(o valor do CPC também varia entre 1 e 5)

Nos 4 dias de congresso, foram debatidos ainda temas recorrentes aos grupos:

  1. Padronização dos Eventos nacionais e regionais  – com a final desvinculação do ENAPET da SBPC;
  2. Institucionalização do InterPET;
  3. Identidade e Portaria – o casamento forçado dos programas PET e Conexões de Saberes; a troca compulsória de tutores;
  4. Identidade e avaliação;
  5. Gerenciamento;

E ao final da plenária, uma grande vitória: nasceu oficialmente o Dia Nacional de Mobilização dos Grupos PET, com o envio de um curto e-mail (em conjunto por todos os petianos, a fim de legitimar as necessidades apresentadas) elaborado pela CENAPET, para a seção Fale Conosco do MEC e da SESu. A data escolhida foi 23 de setembro, dia da homologação da lei 11.180/05, quando os grupos PET foram tornando inextinguíveis.

A petiana Júlia, do PET Civil UFJF, apresentando a proposta:

E a aprovação:

Nós somos uma entidade tão organizada e estruturada que anualmente apresentamos, já formuladas e discutidas, nossas propostas para a melhoria do programa. Nós sabemos quem somos, a que viemos e para onde vamos. Com toda a força dos quase 800 grupos PET, pretendemos ser ouvidos dia 23 de setembro. Marquem essa data!

Anúncios

4 pensamentos sobre “XVII ENAPET – Educação Tutorial: Novos Rumos, Novas Fronteiras

  1. Parabens aos grupos da UFJF pelo relato. Conto muito com todos vocês para organizarmos a mobilização dos grupos PET em prol da nova portaria e do crescimento do programa. Estamos na luta e vocês serão fundamentais para definir a cara do PET 2020. Abçs
    Ayala

  2. Pingback: Pet Civil – UFJF

  3. Pingback: PET-Civil além da universidade « Pet Civil – UFJF

  4. Pingback: O papel do PET na internacionalização da Ciencia & Tecnologia « PET Engenharia Civil – UFJF

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s