Automação residencial, conforto ao alcance de todos

O que antes era exclusividade dos filmes de ficção, hoje já faz parte da realidade. Sistemas de automação residencial estão cada vez mais acessíveis e a queda dos preços vem aumentando sua adesão pelas construtoras.

O que é automação residencial?

A automação consiste em aplicar a tecnologia para facilitar a execução de tarefas rotineiras como acender as luzes, ligar o ar condicionado, abrir e fechar as cortinas ou ligar o som e pode ter até funções mais complexas como regular a temperatura do banho e a emissão de sabonetes por exemplo. Além disso, esses sistemas podem ser empregados também como mecanismo de segurança por meio da ativação dos sistemas de alarme, controle de incêndios, entre outros.

Qualquer que seja a função de um sistema automático seu principal objetivo é proporcionar comodidade, conforto e segurança aos moradores.

Domótica Inteligente

O termo domótica vem da junção entre as palavras “domus” (casa) e “robótica”. A domótica inteligente é uma evolução da automação. Seu principal diferencial é que os mecanismo não são apenas automáticos, são também capazes de aprender e se adaptar ao comportamento dos moradores, por isso, pode-se considerar que são dotados de inteligência artificial. As características fundamentais de sistema inteligente são: ter memória; ter noção temporal; fácil interação com os habitantes; capacidade de integrar todos os sistemas do ambiente; atuar em varias condições; facilidade de reprogramação e capacidade de auto-correção.

Esses sistemas são também conhecidos como ABC (Automação Baseada em Comportamento), neles o processo de criação de regras é inverso. Se, nos sistemas convencionais é o morador quem define quando as ações serão realizadas, no ABC é o próprio sistema que reconhece um padrão nas ações dos moradores e aprende a hora certa de efetuar as ações. O ABC funciona com base em sensores (ex: detectores de presença, medidores de temperatura, medidores de luminosidade) e atuadores (ex: interruptores de luz, ar-condicionado) cujos dados são armazenados em um banco de dados central. Quando o banco de dados atinge o valor configurado de eventos armazenados, o mesmo é inserido no algoritmo de aprendizado o qual generaliza os dados e cria regras. As regras são armazenadas no banco de dados de regras ativas.

Uma regra aprendida poderia ser: SE Temperatura=Alta E Horário=Noite E luminosidade=Alta E Presença=Sim ENTÃO Ar condicionado=Ligado. Assim, quando os sensores indicam os valores presentes na regra o ar-condicionado é automaticamente ligado pelo Sistema ABC. A partir do momento em que novos eventos acontecem, de acordo com as ações dos habitantes, é feita uma varredura no banco de dados de regras ativas para avaliar se alguma regra deve ser aplicada e realizar uma ação no atuador.

Contudo, esse sistema ainda apresenta deficiências como o fato de não relacionar as sequências causais de eventos com o tempo (se uma pessoa entra no cômodo e depois de uma hora acende a luz ele não irá considerar o tempo decorrido entre as ações), outra falha é o fato de as ações tornarem-se diretamente ativas, o que pode desagradar o morador. Para aperfeiçoar o sistema ABC foi proposto o ABC+ que pretende corrigir as falhas do anterior.

A automação e a segurança

Controle de câmeras de segurança pelo celular

Embora tenha como objetivo aumentar a segurança das residências muitas vezes a automação pode ter efeito contrário. O principal ponto fraco é que os sistemas precisam ter uma central de controle, que pode ser conectada a um computador ou mesmo se comunicar por meio de Internet de forma que se um criminoso tiver acesso a esta central poderá facilmente manipular o sistema de forma a facilitar um assalto por exemplo. Neste cenário, novas ameaças surgem na sociedade da informação e as empresas de segurança devem estar preparadas para garantir uma segurança especial, o que demandará atualização dos profissionais pois, até mesmo uma residência deverá ter um firewall lógico configurado e atualizado, ou será presa fácil do crime da era da sociedade da informação.

A comodidade cada vez mais acessível

Equipamentos controlados pelo IPad

Esta tecnologia, que há pouco tempo era supérflua e um privilégio da classe alta está cada vez mais acessível. Em três anos os custos dos equipamentos baixaram cerca de 60%. Sistemas básicos de acionamento de luzes, ar condicionado e sistema de som já podem ser adquiridos por R$1.800.

“A queda de preços fez com que os sistemas de automação não fossem vistos apenas como supérfluos ou exclusividade de milionários. O consumidor já os observa como itens acessíveis de conforto”, diz José Roberto Muratori, da Associação das Empresas de Automação Residencial (Aureside).

Essa nova tendência está sendo incorporada pelas construtoras que já incluem a novidade em seus empreendimentos. “Automação residencial virou motivo de competitividade entre as construtoras, já que representa a extensão do consumo da tecnologia pessoal que esse tipo de comprador já exige”, diz o diretor Rodrigo Conde Caldas.

Fontes: Olhar Digital, Folha de São PauloDomótica Inteligente: Automação Residencial baseada em Comportamento

Anúncios

Um pensamento sobre “Automação residencial, conforto ao alcance de todos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s