Sustentabilidade: Visita Técnica à ArcelorMittal – Parte 2

Sabe-se que a gestão ambiental vem ganhando um espaço crescente na sociedade e, em nossa visita à ArcelorMittal, o assunto não passou despercebido. Fomos recebidos na Casa da Natureza, que possui espaço para palestras, exposição de trabalhos e uma residência em miniatura, visando a conscientização de visitantes quanto ao racionamento de energia em seus domicílios.

Além dos conselhos, a empresa procura dar o exemplo aos visitantes, mostrando que é possível aliar desenvolvimento e sustentabilidade.

Preservação e Biodiversidade

Além das Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) nos municípios onde está presente, a empresa investe na identificação e no monitoramento das áreas e, a partir dos estudos, que incluem cenários de risco, são tomadas ações corretivas e preventivas com relação aos impactos ambientais.

Eficiência no Consumo

Uso eficiente de água em seus processos produtivos. Redução dos Descartes de efluentes permitem média de recirculação do grupo é de 98,12% e contribuem significativamente para a redução de custos da empresa.

Redução do consumo de carvão vegetal no topo do alto-forno aproveitando finos de carvão vegetal por meio de um sistema de injeção e pesquisa em desenvolvimento para reaproveitamento do gás metano liberado durante o processo de carbonização da madeira para a geração de energia.

Reaproveitamento inteligente

Resíduos críticos, como a escória, têm merecido atenção especial como agregado para artefatos e pisos de concreto. A ArcelorMittal Juiz de Fora desenvolveu e teve aprovado, em 2010, pela Superintendência Regional de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Supram) da Zona da Mata, para produção em escala industrial,   bloquetes ecológicos sextavados para pavimentação urbana.

Produzido a partir escórias de forno elétrico, de alto-forno e terra de Shredder (gerada no beneficiamento de sucata metálica), o material oferece muitas vantagens: é 25% mais barato que os bloquetes tradicionais, evita consumo de recursos naturais não renováveis (areia e brita) e tem maior permeabilidade, flexibilidade, resistência à compressão e característica antiderrapante. O bloquete ecológico sextavado ganhou o prêmio de inovação tecnológica do 17º Concurso Falcão Bauer, concedido pela Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC).

Aço para Construções Sustentáveis

Material 100% reaproveitável, o aço pode ser reciclado indefinidamente sem perder qualidade, mantendo inalteradas características como resistência e dureza. Segundo dados da Sociedade Americana de Engenharia Civil (ASCE), a reciclagem de sucata de aço reduz em 90% a geração de resíduos minerais; em 90% o consumo de matérias-primas naturais e em 70% a energia necessária para a produção de aço novo.

Como funciona: a ArcelorMittal recebe sucatas metálicas, como geladeiras, fogões, equipamentos industriais em quatro entrepostos próprios próximos das fábricas, onde é feita a seleção, o controle da contaminação e a preparação antes de serem enviados para os fornos. Além disso, recebe material de outras empresas que recolhem e vendem para as siderúrgicas.

Segundo o Instituto Brasileiro de Siderurgia (IBS), a produção à base de sucata exige apenas um quarto da energia necessária para fabricar o aço que utiliza o minério de ferro como matéria-prima.

Certificados e Selos Ambientais

O Certificado de qualidade ambiental da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), que permite aos clientes identificar os produtos que atendem às necessidades da construção civil sustentável. O objetivo é obter um diferencial adequado ao segmento das obras que obedecem as diretrizes do selo verde do Green Building Council, que concentra as principais empresas de construção; e as obras de infraestrutura previstas para a Copa de 2014. O rótulo ambiental da ABNT, contemplando estruturas metálicas importantes nas edificações, como vergalhões, telas soldadas, treliças, pregos, arames, perfis, fios e barras laminadas.

Selo ecológico do Instituto Falcão Bauer de Qualidade que atesta os níveis de sustentabilidade envolvendo o processo de transformação de sucata, minério de ferro e gusa em aço.

Agradecemos pela receptividade e pela lembrança do “Mel ArcelorMittal”  produzido pela empresa em suas reservas florestais situadas em Juiz de Fora!

Fontes: Relatório de Sustentabilidade, Brasil Econômico, Arcelor

Anúncios
Postado em Sem categoria

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s