Sistema de construção Top-Down

Você deve pensar que a melhor forma de se construir um prédio é de baixo para cima, andar por andar, certo? Bom, isso não é o que muitas empresas de construção estão fazendo no momento.

Top-Down aplicado a Prédios

O método de construção Top-Down consiste no trabalho de equipes em duas frentes simultâneas: nas fundações e na estrutura superior, que é escorada por fundações provisórias. Esse sistema possibilita a redução do tempo de obra, e torna desnecessária a construção de canteiro de obras, contribuindo para uma melhor utilização do espaço.

“É praticamente como se fossem dois projetos”, compara o projetista estrutural José Augusto Ávila, sócio-diretor da Ávila Engenharia. “À medida que a estrutura avança, é preciso verificar se o incremento das cargas da execução está de acordo com a capacidade da fundação provisória.”

Do catálogo de soluções em contenção da empresa Arcelor-Mittal, retiramos um exemplo de utilização do método top-down: o shopping center subterrâneo de Kolkata, na Índia. O departamento técnico da ArcelorMittal apresentou um projeto preliminar de parede de estaca-prancha para o proprietário. As estacas-pranchas  atuam unicamente como uma parede de contenção. As cargas verticais da estrutura superior de concreto são suportadas por um sistema de fundação separado. Como a estrutura foi construída com o método top-down, as lajes de concreto atuam como suporte transmitindo reações horizontais da parede de contenção. A vantagem principal do sistema top-down, a liberação rápida da área de construção do subsolo foi importante na medida em que a praça acima da construção devia ser reaberta o mais rápido possível para o público.

Clique para ampliar

Outro exemplo é o Edifício Virtus, no Rio de Janeiro. Em uma localização movimentada, a avenida Presidente Vargas, a construção do Edifício Virtus precisou superar uma série de desafios logísticos e executivos. Com fundações provisórias, uma vez que o uso de tirantes foi descartado, a obra evoluiu simultaneamente para cima e para baixo.

A escavação, dessa forma, é feita em uma área confinada, embaixo de cada laje, e com equipamentos menores. Dessa forma, tanto a escavação como a remoção da terra tornam-se difíceis.

Top-Down aplicado a Estruturas Subterrâneas

Neste método, as paredes subterrâneas de retenção são instaladas primeiro. Na maioria dos casos, essas muros de retenção são paredes-diafragma de concreto. A instalação das paredes é seguida pela escavação até um pouco abaixo do nível da laje superior da estrutura subterrânea, com as paredes de retenção e suportes de apoio do solo nas laterais. A laje superior é então construída, proporcionando um apoio maciço em toda a escavação. Aberturas de acesso à laje superior são feitas para que o trabalho, posteriormente, possa prosseguir para baixo até o nível da laje base da estrutura subterrânea. Após a conclusão da laje de base,as paredes laterais são construídas e os suportes intermediários são progressivamente eliminados. As aberturas de acesso à laje do telhado são então seladas e o solo é posteriormente restaurado e reintegrado.

1 – Instalação das paredes-diafragma;

2- Escavação e instalação de estrutura de metal;

3 e 4- Construção da estrutura subterrânea;

5- Construção da estrutura subterrânea;

6- Restauração e reintegração do solo.

Esse método tem a vantagem de reduzir barulho, sujeira e outros inconvenientes durante a obra. Porém, devido ao alto custo envolvido, é utilizado somente em prédios de alto nível, como por exemplo, a Shanghai Tower.

Essa torre super alta está sendo erguida na província de Pudong. A obra começou em 2008,  está prevista para ir até 2014, e ainda não se levantou sobre o solo. Essas paredes ao redor são temporárias (paredes-diafragma ou slurry walls), e servem apenas para barrar o fluxo de água subterrânea do local.

Fontes: Revista Técne, Gensler On, Land Transport Authority, Acerlor Mittal – Catálogo de Soluções em contenção – Estacionamentos subterrâneos.

Anúncios

2 pensamentos sobre “Sistema de construção Top-Down

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s