A nova Torre de Energia Solar

Um novo conceito de energia, chamado Torre de Energia Solar, pode gerar eletricidade suficiente para 100.000 lares. Parecendo uma chaminé gigante, não lança nenhuma emanação nociva – apenas ar aquecido pelo sol.

Demonstrado há mais de 20 anos, o projeto básico utiliza coletores solares para aquecer o ar perto da superfície da Terra e depois canalizá-la até a torre central. Turbinas colocadas na parte inferior produzem eletricidade a partir da corrente ascendente.

Até 2013 deve começar a construção de uma torre solar de aproximadamente 790 m de altura, que deverá fornecer energia para cerca de 100 mil residências no Estado do Arizona, e manterá 830 mil toneladas de gases de efeito estufa fora da atmosfera por ano. O projeto é da empresa de energia renovável australiana EnviroMission, que contratou a construtora Hensel Phelps para as obras.

Divulgação: EnviroMission

A torre, com custo estimado em US$ 750 milhões, será conectada a uma estufa com 4,8 km de diâmetro no máximo. A estufa servirá para esquentar o ar através da radiação solar, sendo que a temperatura naquele espaço, segundo os engenheiros, poderá chegar a até 72 °C. O ar mais quente, e portanto mais leve,  sobe para a torre, por onde propulsiona 32 turbinas durante sua passagem, gerando até 200 MW de energia.

A torre será uma das estruturas mais altas do mundo, ficando atrás somente do Burj Khalifa, em Dubai, com 811 m, e do futuro Kingdom Tower, de 1600m. A torre precisa ser alta para que o ar no topo da estrutura seja frio o bastante para que a diferença de temperatura seja maior e o ar quente suba com maior velocidade. De acordo com a empresa, a cada 97 m, o ar diminui sua temperatura em aproximadamente 16 °C.

A configuração ideal é de 800 – a 1.000 metros de torre (duas vezes a altura do Empire State Building) cercada por uma cobertura de efeito estufa de 1,5 milhas (2,5 quilômetros) de raio no chão. É um marco considerável, mas com o aumento do custo de combustíveis fósseis, essa estrutura está se tornando mais comercial.

A Arup, que está desenvolvendo o projeto estrutural, afirma que a torre deverá ser construída com concreto reforçado, e a estufa, em steel frame. Para provocar o efeito estufa, a estrutura de aço será coberta por uma camada de vidro e uma camada translúcida de ETFE (etileno tetrafluoretileno).

Assista ao video:

Divulgação: EnviroMission

Um dos maiores problemas do projeto será a logística em pleno deserto do Arizona. Para a construção de uma estrutura deste porte, há a necessidade de uma grande infraestrutura para transporte e estoque de materiais e alojamento dos quase 1,5 mil trabalhadores.

Em 1989, um protótipo da torre foi construído em Manzanares, na Espanha, pela Schlaich Bergermann. Em escala menor, com apenas 194 m de altura, a torre metálica chegou a produzir 50 kW de energia, sendo que a estufa tinha 240 m de diâmetro.

Divulgação: EnviroMission

Via: Pini WEB, Live Science

Anúncios

Um pensamento sobre “A nova Torre de Energia Solar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s