As Diretrizes Curriculares Nacionais de Engenharia – Parte 2

No post anterior você ficou sabendo um pouco mais sobre as diretrizes curriculares de Engenharia vigentes no nosso país. No post de hoje falaremos como deve ser o currículo de Engenharia, tal como deve ser feita sua divisão.

Competências e Habilidades

Os Currículos dos Cursos de Engenharia deverão dar condições a seus egressos para adquirir
competências e habilidades para:

  • aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais à engenharia;
  • projetar e conduzir experimentos e interpretar resultados;
  • conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos;
  • planejar, supervisionar, elaborar e coordenar projetos e serviços de engenharia;
  • identificar, formular e resolver problemas de engenharia;
  • desenvolver e/ou utilizar novas ferramentas e técnicas;
  • supervisionar a operação e a manutenção de sistemas;
  • avaliar criticamente a operação e a manutenção de sistemas;
  • comunicar-se eficientemente nas formas escrita, oral e gráfica;
  • atuar em equipes multidisciplinares;
  • compreender e aplicar a ética e responsabilidade profissionais;
  • avaliar o impacto das atividades da engenharia no contexto social e ambiental;
  • avaliar a viabilidade econômica de projetos de engenharia;
  • assumir a postura de permanente busca de atualização profissional.

Conteúdos Curriculares

Todo o curso de Engenharia, independente de sua modalidade, deve possuir em seu currículo um  núcleo de conteúdos básicos, um núcleo de conteúdos  profissionalizantes e um  núcleo de conteúdos específicos que caracterizem a modalidade.  O núcleo de conteúdos básicos deverá ser cerca de 30% da carga horária mínima. Além disso, nos conteúdos de Física, Química e Informática, é obrigatória a existência de atividades de laboratório. Nos demais conteúdos básicos, deverão ser previstas atividades práticas e de laboratórios, com enfoques e intensividade compatíveis com a modalidade pleiteada. O núcleo de conteúdos profissionalizantes deverá ser cerca de 15% de carga horária mínima. O  núcleo de conteúdos específicos se constitui  em extensões e aprofundamentos  dos conteúdos do núcleo de conteúdos profissionalizantes, bem como de outros conteúdos destinados a caracterizar modalidades. Estes conteúdos deverão abranger o restante da carga horária mínima. Constituem-se em conhecimentos científicos, tecnológicos e instrumentais necessários para a  definição das modalidades de engenharia e devem garantir o desenvolvimento das competências e habilidades estabelecidas nestas diretrizes. Os conteúdos compreendidos em cada núcleo podem ser vistos em CES 1362.

Estágio

Os estágios curriculares deverão  ser atividades obrigatórias, com uma duração mínima de 160 horas. Os estágios curriculares serão obrigatoriamente supervisionados pela instituição de ensino, através de relatórios técnicos e de acompanhamento individualizado durante o período de realização  da atividade. É obrigatório o trabalho final de curso como atividade de síntese e integração de conhecimento.

Fonte: Portal MEC, Liz Metal (Foto)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s