Segurança do Trabalho na Construção Civil – Parte II

As atividades empresariais no mundo globalizado formam um cenário dinâmico e complexo, onde se vivenciam numerosos riscos que ameaçam o patrimônio humano, material e intangível da empresa, conseqüentemente prejudicando sua produtividade, qualidade e continuidade.

O que é um Engenheiro em Segurança do Trabalho?

Um Engenheiro de Segurança do Trabalho é o profissional, geralmente formado em qualquer Engenharia ou Arquitetura com pós-graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho (apesar de existir o curso bacharelado). É a única pós, além das especialidades de medicina que garantem um título a mais de graduação.

A profissão é regulamentadapela Lei nº 7.410, de 27 de novembro de 1985, que dispõe sobre a especialização de Engenheiros e Arquitetos em Engenharia de Segurança do Trabalho, a profissão de Técnico de Segurança do Trabalho, e dá outras providências.

O engenheiro de segurança do trabalho tem a função de assegurar que o trabalhador não corra riscos de acidentes em sua atividade profissional, sejam eles danos físicos ou psicológicos. Esse profissional administra e fiscaliza a segurança no meio industrial, organiza programas de prevenção de acidentes, elabora planos de prevenção de riscos ambientais, faz inspeções e emite laudos técnicos. Assessora empresas em assuntos relativos à segurança e higiene do trabalho, examinando instalações e os materiais e processos de fabricação utilizados pelo trabalhador. Orienta a Comissão Interna de Prevenção de Acidentes (CIPA) das companhias. Pode, ainda, ministrar palestras e treinamentos e implementar programas de meio ambiente e ecologia.

Qual a diferença entre Técnico em Segurança do Trabalho e Engenheiro de Segurança do Trabalho?

O Engenheiro têm formação superior, já o técnico de segurança do trabalho é um profissional com formação pelo ensino secundário. O técnico põe em prática as medidas e os estudos avaliativos do engenheiro, e é responsável pela fiscalização constante do ambiente de trabalho.

O Técnico em Segurança do Trabalho é indispensável à Equipe de Segurança do Trabalho que consta de Engenheiro de Segurança do Trabalho,e , dependendo do  porte e atividade da empresa, também de Médico e Enfermeiro do Trabalho, Técnico ou Auxiliar de Enfermagem do trabalho.

Principais atividades

As principais atividades de um Engenheiro em Segurança do Trabalho são: assessorar empresas em assuntos relativos à segurança e higiene do trabalho, examinando locais e condições do ambiente, instalações em geral e material, métodos e processos de fabricação adotados pelo trabalhador, determinando as necessidades da empresa no campo de prevenção de acidentes. Assim, adaptando os recursos técnicos e humanos, a adequação da máquina ao homem e do homem à máquina, para proporcionar maior segurança ao trabalhador. Os estudos e medidas preventivas do engenheiro são, então, colocados em prática pelos Técnicos em Segurança do Trabalho presentes no meio fabril.

O técnico é o profissional que avalia as condições ambientais de trabalho e subsidia o planejamento de forma segura para o trabalhador e para a empresa em que atua. Ele identifica os fatores de risco, propondo sua eliminação ou controle e executa e verifica o cumprimento dos procedimentos de segurança e higiene do trabalho, avaliando os resultados. O técnico também é responsável por indicar, solicitar e inspecionar equipamentos de proteção coletiva e individual dos trabalhadores, identificando atividades insalubres e perigosas existentes na empresa, informando ao empregador e trabalhadores sobre seus riscos, bem como medidas preventivas ou neutralizantes.

Além disso, um Engenheiro em Segurança do Trabalho é responsável por desenvolver programas de treinamento, cursos, campanhas e palestras, com objetivo de divulgar normas de segurança, visando evitar acidentes do trabalho.

Mercado de trabalho

A demanda é crescente pelo profissional de Engenharia de Segurança do Trabalho, em razão do aumento da complexidade da legislação e das normas atinentes; do surgimento de novos processos industriais e da constante evolução tecnológica; do desenvolvimento industrial; e das exigências crescentes do governo e da sociedade pela adoção de práticas seguras de trabalho, que preservem a saúde e a integridade física e laboral dos trabalhadores, o que leva ao aumento das oportunidades de trabalho para todos os profissionais de engenharia.

Estes fatores levam naturalmente a necessidade de mais profissionais qualificados na área de segurança do trabalho, proporcionando níveis de proteção adequada a segurança e saúde do trabalhador.

O mercado ligado à construção civil é amplo e predomina nas grandes empresas, localizadas, principalmente, nas metrópoles do país. A região Sudeste (onde se localiza o estado de São Paulo) é uma das que mais registra acidentes e doenças ocupacionais, por concentrar maior número de empresas, demandando ações prevencionistas importantes. Assim, torna-se um mercado atrativo para este profissional, que pode desenvolver importantes técnicas de profilaxia e prevenção da saúde do trabalhador, detectando os riscos ao profissional e apontando soluções.

Curiosidades

Nas décadas de 70 e 80, o Brasil ocupava o primeiro lugar no ranking mundial em acidentes de trabalho. Isso devido à deterioração das condições de trabalho com a vinda de grandes empresas multinacionais que buscam em países subdesenvolvidos, mão-de-obra barata e pouca fiscalização trabalhista, caracterizando o desrespeito ao direito de segurança do trabalhador. Com medidas preventivas de proteção ao trabalhador e a regulamentação do engenheiro de segurança do trabalho, ocorrida em 1985, no ano de 1999, o país passou para o décimo quinto lugar, segundo dados da Organização Internacional do Trabalho (OIT). Com isso, torna-se notável a importância deste profissional na prevenção de acidentes, proporcionando maior qualidade de vida aos profissionais de qualquer empresa.

Link:

Revista Técne – Engenheiro de Segurança do Trabalho (com entrevista com profissional e artigo sobre o mercado de trabalho)

Fontes:

http://normativos.confea.org.br/ementas/visualiza.asp?idEmenta=10&idTipoEmenta=2&Numero=

http://guiadoestudante.abril.com.br/profissoes/engenharia-producao/engenharia-seguranca-trabalho-602980.shtml

http://www.brasilprofissoes.com.br/profissoes/engenheiro-de-seguran%C3%A7a-do-trabalho

http://carreirajovem.wordpress.com/2007/09/23/ha-vagastecnico-em-seguranca-no-trabalho/

http://posgraduacao.mauriciodenassau.edu.br/Curso/exibe/REC/61

About these ads

9 pensamentos sobre “Segurança do Trabalho na Construção Civil – Parte II

  1. Pingback: Segurança do Trabalho na Construção Civil – Parte IV – Humor « Pet Civil – UFJF

  2. Meu nome e ivanira sou estudante,na área de técnico de segurança do trabalho
    e gostei muito desse portal, tirou todas as minhas duvidas sobre o curso, obtive varias enformação na diferencia sobre técnico de segurança do trabalho, e engenheiro de segurança do trabalho. Agradeço pelas enformação.

  3. Sou estudante da area gostei muito deste portal e tirou todas as minhas duvidas..Contudo ke eu lie vou fazer uma disertação exelente…parabems…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s